Currículo

Laécio Gomes
Mind Map by Laécio Gomes, updated more than 1 year ago More Less
Laécio Gomes
Created by Laécio Gomes over 1 year ago
36
0
0

Description

Tipos de Currículos
Tags

Resource summary

Currículo
1 Manifestações do currículo
1.1 Currículo Formal:
1.1.1 Estabelecido pelo sistema de ensino. Também chamado de Currículo, estabelecido ou prescrito.
1.1.2 EX: PCNs, Diretrizes Curriculares.
1.2 Currículo Real:
1.2.1 É aquele trabalho efetivamente em sala de Aula, em decorrência do planejamento.
1.3 Currículo Ocutlo:
1.3.1 É aquele trabalhado implicitamente. comportamentos, atitudes, valores, orientações, que tem como intenção fazer com que as crianças e jovens se ajustem a determinados padrões de comportamento levando ao conformismo, a obediência e ao individualismo
2 Tipos de Currículos
2.1 Currículo Fechado;
2.1.1 Tem-se o Currículo por disciplinas fechadas, grade curricular.
2.2 Currículo Aberto:
2.2.1 Preocupa-se com a integração entre as disciplinas, têm mais flexibilidade na definição de objetivos e competências. os conteúdos podem ser organizados em áreas ou temas geradores. conta com a participação dos professores
3 Teoria sobre Currículo:
3.1 Tradicionais:
3.1.1 Aceitação, ajuste e adaptação, ensino, aprendizagem, avaliação, metodologia, didática, organização, planejamento, eficiência e objetivos.
3.1.2 Autores:
3.1.2.1 Bobbit, Talor, Dewey
3.1.2.1.1 Bobbit: escreveu em 1918 a obra “The curriculun”, queria tranferir para a educação o modelo de Taylor. A educação deveria se tornar científica, o currículo era clássicohumanista. O sistema educacional deveria especificar os resultados e os métodos de forma precisa.
3.2 Crítica:
3.2.1 Ideologia, reprodução cultural e social, poder, classe social, capitalismo, relações sociais de produção, conscientização, emancipação, libertação, currículo oculto, resistência.
3.2.2 Autores:
3.2.2.1 Althusser, Bourdieu e Passeron, Freire, Michael Apple, Henri Giroux, Basil Bernstein, Bowles e Gintis.
3.2.2.1.1 Althusser: AIE disseminam a ideologia (constituída pelas crenças), papel dos conteúdos na transmissão da ideologia capitalista.
3.2.2.1.2 Bourdieu e Passeron: cultura dominante, dupla violência.
3.2.2.1.3 Michael Apple – ideologia, poder e hegemonia. O currículo não é neutro.
3.2.2.1.4 Henry Giroux – as pessoas participam da cena educacional e podem modificá-la. O currículo devem permitir aos estudantes a discussão, a participação e o questionamento. Os professores são intelectuais transformadores. As teorias tradicionais sobre o currículo, assim como o próprio currículo, contribuem para a reprodução das desigualdades e das injustiças sociais.
3.2.2.1.5 Paulo Freire - Educação problematizadora.
3.2.2.1.6 Berstein – Distingue dois tipos de currículo: o tipo coleção – as disciplinas são isoladas, separadas e o tipo integrado – há um menor grau de separação entre as disciplinas. Quanto maior o isolamento, maior a classificação. A classificação é uma expressão de poder.
3.2.2.1.7 Bowles e Gintis: O currículo oculto ensina o conformismo, a obediência e o individualismo. São fontes do currículo oculto: relações sociais da escola, organização do espaço, do tempo. Tornarse consciente do currículo oculto significa desarmá-lo.
3.3 Pós-critica:
3.3.1 identidade, alteridade, diferença, subjetividade, significação e discurso, saber-poder, representação, cultura, gênero, raça, etnia, sexualidade, multiculturalismo.
3.3.2 Autor:
3.3.2.1 Miguel Arroyo
3.3.2.1.1 Entende que os sujeitos da ação educativa: os educandos e os educadores devem realizar um trabalho coletivo no sentido de construção de parâmetros de sua ação profissional. Os educandos são situados como sujeitos de direito ao conhecimento. Arroyo enfatiza a necessidade de se mapearem imagens e concepções dos alunos, para subsidiar o debate sobre os currículos. É necessário desconstruir visões mercantilizadas de currículo, do conhecimento e dos sujeitos do processo educativo. O autor critica o aprendizado desenvolvido por competências e habilidades como balizadores da catalogação de alunos desejados e aponta o direito à educação, entendido como o direito à formação e ao desenvolvimento humano pleno.
4 CONCEPÇÕES DE ORGANIZAÇÃO CURRICULAR
4.1 Currículo tradicional
4.1.1 Disciplinas compartiment alizadas, ensino transmissivo o professor, o currículo é reduzido a um conjunto de disciplinas e de conteúdos a serem “passados” aos alunos, organizados numa “grade curricular”.
4.2 Currículo racionaltecnológico (Tecnicista)
4.2.1 O currículo é proposto para a transmissão de conteúdos e desenvolvimento de habilidades para o serviço do sistema de produção. Atualmente uma derivação dessa concepção é o currículo por competências. A crítica que se faz a esse currículo é a sua definição muito estreita de competência, restrita ao saber-fazer.
4.3 Currículo progressivista (Escola Nova)
4.3.1 Ideia de Currículo centrado no aluno e no provimento de experiências de aprendizagem como forma de ligar a escola com a vida e adaptar os alunos ao meio. Os conteúdos são subordinados às necessidades e interesses dos alunos no seu processo de adaptação ao meio. (John Dewey)
4.4 Currículo construtivista
4.4.1 Está relacionado às influências de Piaget e seus seguidores. Conceito chave: crença no papel ativo do sujeito no processo de aprendizagem ativa. O currículo deve prever atividades que correspondam ao nível de desenvolviment o intelectual dos alunos e organizar situações que estimulem suas capacidades cognitivas e sociais. Sóciointeracionista.
4.5 Currículo sócio-crítico (históricosocial)
4.5.1 Dão ênfase às questões políticas e pedagógicas no processo de formação. O ensino tem como princípio a compreensão da realidade para transformá-la, Visando a construção de novas relações sociais. Entendese que sem os conceitos, a teoria e os conteúdos culturais sistematizados, dificilmente os alunos estarão aptos a analisar a realidade e formular estratégias de atuação.
4.6 Currículo integrad ou globalizado
4.6.1 Destaca-se a globalização das aprendizagens e interdisciplinaridad e. Está associado às características da estrutura cognitiva e afetiva dos alunos, de forma a construir e integrar os conhecimentos.
Show full summary Hide full summary

Similar

A INTEGRAÇÃO DAS TDIC À PEDAGOGIA: UMA CONCEPÇÃO DE WEB CURRÍCULO
Malton Fuckner
Formas de Inserção no Mercado de Trabalho
lukaz abjaneda
Ferramentas que se conectam ao seu perfil do LinkedIn
ELQP D
Portfólio de Arq.
Carolina Vendimiati
Pedagogia 4
Alceu Bernardino
REDESENHANDO O CURRÍCULO ESCOLAR
biologaguedes
César Coll Salvador
Anice Vicente dos Santos
UM CURRÍCULO EM DEFESA DA PLENITUDE DA FORMAÇÃO HUMANA
elediane silva
Núcleos curriculares
Ykaro Hariel
ALFABETIZAÇÃO
Letícia Fagundes Bednarski