AINES (Anti inflamatórios Não Esteroides)

Beatriz Fileme
Mind Map by Beatriz Fileme, updated more than 1 year ago
Beatriz Fileme
Created by Beatriz Fileme about 2 years ago
5
1

Description

Enfermagem Mind Map on AINES (Anti inflamatórios Não Esteroides), created by Beatriz Fileme on 11/26/2018.
Tags

Resource summary

AINES (Anti inflamatórios Não Esteroides)
1 MECANISMO DE AÇÃO
1.1 Inibição das CICLOGENASES 1 e 2: COX1 e COX2
1.1.1 Inibe a produção de prostraglandinas (COX1 e COX2 e a hidroperoxidase catalisam as etapas sequenciais de sintése de prostanóides) através da competição com o sítio ativo da enzima.
2 CLASSIFICAÇÃO QUÍMICA DOS PRINCIPAIS
2.1 Ácido salicílico de derivados
2.1.1 AAS,diflunisal e benorilato
2.2 Ac. acetilsalicílico
2.2.1 Salicilato de sódio, Difunisal
2.3 Oxicams
2.3.1 Piroxicam, Sudoxicam, Meloxicam
2.4 Ác. Indol e indol acéticos
2.4.1 Etodolac, Indometacina, Sulindac
2.5 Ác. hetero aril-acéticos
2.5.1 Dicoflenaco,alclofenaco e fenclofenaco
2.6 Ác. arilpropiônicos
2.6.1 Ibuprofeno, naproxeno, cetoprofeno
3 ATIVIDADES:
3.1 Antipiréticas
3.2 Analgésicas
3.3 Antinflamatórias
4 CARACTERÍSTICAS
4.1 Grupo heterogeneo de compostos que consite em 1 ou mais anéis aromáticos ligaos a um grupamento ácido funcional.
4.1.1 Grupamento funcional + ácido fraco que astuam princioalmente em recidos inflamados e se ligam significativamente à albumina plasmática
4.2 ABSORÇÃO: Rápida em administração oral (exceto em preprações entéricas e de liberação lenta)
4.3 Não atravessam a barreira hematocefálica
4.4 METABOLIZAÇÃO: Essencialmente pelo fígado. Geralmente convertidos em metabólitos inativos
4.5 EXCREÇÃO: Predominantemente excretado pelo rim
5 EFEITOS COLATERAIS
5.1 CARDIOVSDCULAR: Apresenta elevado riscos de eventos cardivasculares e tromboembólicos em usuáriso crônicas da medicação
5.1.1 Os inibidores da COX-2 aumenta o risco da trombose endotelial, retenção de água e sódio, perda de efeitos protetores da COX-2 no infarto, resultando no aumento da área acometida e remodelamento do ventrículo esquerdo.
5.2 RENAL
5.2.1 Podem induzir a insuficiência renal aguda: hemodinamicamente ou por nefrite intersticial. Relacionado a redução da síntese de PGs.
5.3 HEPÁTICO
5.3.1 Elevações de transaminases estão associadas ao uso de Aines .Insuficiência hepática é muito rara.
5.4 HEMATOLÓGICO
5.4.1 Muito raro
5.5 PULMONAR
5.5.1 broncoespasmo (em indivíduos sensíveis a aspirina) e infiltrados pulmonares com eosinofilia.
5.6 SISTEMA NERVOSO CENTRAL
5.6.1 Meningite asséptica, psicose e disfunção cognitiva. Mais recorrente em idosos que fazem uso indometacina. A meningite mais recorrente em pacientes com lupos que fazem uso de ibuprofeno e naproxeno.
5.7 PELE
5.8 GASTRONINTESTINAIS: Todos apresentam tendências para apresentar esses efeitos
5.8.1 Dispepsia, erosões gastrointestinais, Anemia ferropriva, úlceras gastrintestinais (estômago e intestino), sangramento gastrointestinal severo, perfuração aguda, obstrução gástrica.
Show full summary Hide full summary

Similar

Termos téc. Enfermagem
Letícia Silva
Processo de Cicatrização
Letícia Silva
Bioética em Enfermagem
Sachiko Chan
COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL EM SAÚDE
erikaaptorres
Práxis Segura da Enfermagem Radiológica
thais.marinass
QUIZ 1# - Diabetes Mellitus
Maria Regina
Patologias dos rins
Celi cs
Troca de gases prejudicada -
ucbjacque@gmaIl.com
SIMULADÃO DE REVISÃO E FIXAÇÃO - DIP
dayse vasconcelos
SÍNDROME DE BURNOUT ENTRE ESTUDANTES DE ENFERMAGEM
Witamar Chaves
Higiene e Profilaxia
Augusto Maic