Camila Costa
Mind Map by , created almost 5 years ago

MAPA MENTAL PRINCIPAIS PONTOS DA LEI 8.080

1869
15
0
Tags
Camila Costa
Created by Camila Costa almost 5 years ago
Questões SUS - ANVISA
Thiago Ferreira
Contextualização da disciplina - Desenvolvimento Humano e Social - Saúde
Emmanuela Pimenta
FlashCards para apresentação da disciplina
Jizabely Atanasio
GCSE PE - 2
lydia_ward
Spelling, punctuation and grammar in English
Sarah Holmes
SUS - Lei 8080 editando
leticia coutinho
Lei 8.080 de 19 de Setembro de 1990
Kellen Kuramoto
Organização da Seguridade Social - SAÚDE
Beatriz Merchel
Sistema Único de Saúde- SUS
eliana_belem
LEI 8080
1 SAÚDE
1.1 Direito fundamental
1.2 Dever do Estado
1.2.1 prover as condições indispensáveis pra o pleno exercício da saúde
1.2.2 formulação e execução de políticas econômicas e sociais
1.2.2.1 visando
1.2.2.1.1 redução de riscos de doenças
1.2.2.1.2 de outros agravos
1.2.2.1.3 asssegurar acesso universal e igualitário
1.2.2.1.4 Promoção
1.2.2.1.5 Recuperação
1.2.2.1.6 Proteção
1.2.2.1.7 ás ações e serviços
1.2.3 não exclui o das pessoas, da família, das empresas e da sociedade
1.3 Determinantes e condicionantes
1.3.1 alimentação,
1.3.2 meio ambiente
1.3.3 saneamento básico
1.3.4 moradia
1.3.5 trabalho
1.3.6 renda
1.3.7 educação
1.3.8 atividade física
1.3.9 transporte
1.3.10 lazer
1.3.11 acesso aos bens e serviços essenciais
1.4 Expressa a organização social e econômica do País
2 SUS
2.1 Definição
2.1.1 O conjunto de ações e serviços de saúdeprestado por órgãos e instituições públicas
2.1.1.1 Incluídas instituições
2.1.1.1.1 pesquisa e produção
2.1.1.1.1.1 de equipamentos para saúde
2.1.1.1.1.2 hemoderivados
2.1.1.1.1.3 medicamentos
2.1.1.1.1.4 de insumos
2.1.1.1.2 de controle de qualidade
2.1.1.2 fundações
2.1.1.2.1 mantidas pelo Poder Público
2.1.1.3 municipais
2.1.1.4 da Administração direta e indireta
2.1.1.5 estaduais
2.1.1.6 federais
2.1.2 OBS: A iniciativa privada poderá participar do Sistema Único de Saúde (SUS), em caráter complementar.
2.2 objetivos
2.2.1 a identificação e divulgação
2.2.1.1 condicionantes
2.2.1.2 determinantes
2.2.2 a assistência às pessoas
2.2.2.1 ações
2.2.2.1.1 Promoção
2.2.2.1.2 Proteção
2.2.2.1.3 Recuperação
2.2.2.1.4 integradas: assistenciais e atividades preventivas
2.2.3 a formulação de política de saúde
2.2.3.1 a promover
2.2.3.1.1 O campo econômico
2.2.3.1.2 O campo social
2.3 Campo de atuação
2.3.1 a execução de ações:
2.3.1.1 vigilância sanitária
2.3.1.1.1 conjunto de ações
2.3.1.1.1.1 eliminar
2.3.1.1.1.1.1 Riscos à saúde
2.3.1.1.1.2 prevenir
2.3.1.1.1.3 diminuir
2.3.1.1.1.4 intervir nos problemas sanitários
2.3.1.1.1.4.1 meio ambiente
2.3.1.1.1.4.2 da produção e circulação de bens
2.3.1.1.1.4.3 prestação de serviços de saúde
2.3.1.2 vigilância epidemiológica
2.3.1.2.1 conjunto de ações
2.3.1.2.1.1 o conhecimento
2.3.1.2.1.1.1 qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes de saúde
2.3.1.2.1.1.1.1 individual
2.3.1.2.1.1.1.2 Coletiva
2.3.1.2.1.2 detecção
2.3.1.2.1.3 prevenção
2.3.1.3 saúde do trabalhador
2.3.1.3.1 um conjunto de atividades
2.3.1.3.1.1 vigilância sanitária
2.3.1.3.1.2 vigilância epidemiológica
2.3.1.3.1.2.1 P,P,R

Annotations:

  • Promoção, proteção, recuperação e recuéração
2.3.1.3.2 Abrange
2.3.1.3.2.1 assistência ao trabalhador vítima de acidentes de trabalho ou portador de doença profissional e do trabalho;
2.3.1.3.2.2 participação, em estudos, pesquisas, avaliação e controle dos riscos e agravos potenciais à saúde existentes no processo de trabalho;
2.3.1.3.2.3 participação, da normatização, fiscalização e controle das condições de produção, extração, armazenamento, transporte, distribuição e manuseio de substâncias, de produtos, de máquinas e de equipamentos que apresentam riscos à saúde do trabalhador;
2.3.1.3.2.4 avaliação do impacto que as tecnologias provocam à saúde
2.3.1.3.2.5 informação ao trabalhador e à sua respectiva entidade sindical e às empresas sobre os riscos de acidentes de trabalho, doença profissional e do trabalho, bem como os resultados de fiscalizações, avaliações ambientais e exames de saúde, de admissão, periódicos e de demissão, respeitados os preceitos da ética profissional;
2.3.1.3.2.6 participação na normatização, fiscalização e controle dos serviços de saúde do trabalhador nas instituições e empresas públicas e privadas;
2.3.1.3.2.7 revisão periódica da listagem oficial de doenças originadas no processo de trabalho, tendo na sua elaboração a colaboração das entidades sindicais; e
2.3.1.3.2.8 a garantia de requerer a interdição de máquina, de setor de serviço ou de todo ambiente de trabalho, caso exposição a risco iminente para a vida ou saúde dos trabalhadores.
2.3.1.4 assistência terapêutica integral
2.3.2 a vigilância nutricional
2.3.3 colaboração na proteção do meio ambiente
2.3.3.1 trabalho
2.3.4 orientação alimentar
2.3.5 a formulação da política
2.3.5.1 imunobiológicos
2.3.5.2 equipamentos
2.3.5.3 medicamentos
2.3.5.4 outros insumos
2.3.6 formação de recursos humanos da Saúde
2.3.7 participação nafomulação e execução saneamento básico;
2.3.8 a fiscalização e a inspeção de alimentos, água e bebidas para consumo humano;
2.3.9 a participação no controle e na fiscalização da produção, transporte, guarda e utilização de substâncias e produtos psicoativos, tóxicos e radioativos;
2.3.10 o incremento, em sua área de atuação, do desenvolvimento científico e tecnológico
2.3.11 a formulação e execução da política de sangue e seus derivados
2.4 Princípios e Diretrizes
2.4.1 Universalidade
2.4.1.1 serviços
2.4.1.2 todos os níveis de assistência
2.4.2 integralidade
2.4.2.1 conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema
2.4.3 Igualdade
2.4.3.1 sem preconceitos ou privilégios
2.4.4 Participação da comunidade
2.4.5 Direito a informação
2.4.6 Utilização da epidemiologia
2.4.6.1 prioridades,
2.4.6.2 a alocação de recursos
2.4.6.3 orientação programática
2.4.7 Divulgação do potencial dos serviços
2.4.8 Preservação da autonomia
2.4.8.1 integridade física e moral
2.4.9 Descentralização
2.4.9.1 serviços para os municípios
2.4.9.2 direção única em cada esfera de governo
2.4.9.3 regionalização
2.4.9.4 hierarquização
2.5 Gestão
2.5.1 Direção única
2.5.1.1 União
2.5.1.1.1 Ministério da Saúde
2.5.1.2 Estado
2.5.1.2.1 Secretaria de Saúde ou órgão equivalente
2.5.1.3 Distrito Federal
2.5.1.3.1 Secretaria de Saúde ou órgão equivalente
2.5.1.4 Municípios
2.5.1.4.1 Secretaria de Saúde ou órgão equivalente
2.5.1.4.2 PODERÃO constituir consórcios
2.5.1.4.3 PODERÁ organizar-se em distritos
2.5.1.4.3.1 Para cobertura das ações
2.5.2 Ações e serviços
2.5.2.1 executados SUS
2.5.2.1.1 diretamente
2.5.2.1.2 iniciativa privada
2.5.2.1.2.1 carater complementar
2.5.2.2 Oganização
2.5.2.2.1 regionalizada
2.5.2.2.2 hierarquizada
2.5.3 comissões
2.5.3.1 Intersetoriais
2.5.3.1.1 âmbito nacional
2.5.3.1.2 subordinadas ao CNS
2.5.3.1.3 integradas pelos Ministérios e órgãos competentes
2.5.3.1.4 articular políticas e programas
2.5.3.1.4.1 De área não compreendidas pelo SUS
2.5.3.1.4.2 alimentação e nutrição
2.5.3.1.4.3 saneamento e meio ambiente
2.5.3.1.4.4 recursos humanos
2.5.3.1.4.5 vigilância sanitária e farmacoepidemiologia
2.5.3.1.4.6 ciência e tecnologia
2.5.3.1.4.7 saúde do trabalhador
2.5.3.2 Intergestoras
2.5.3.2.1 foros de negociação e pactuação entre gestores
2.5.3.2.1.1 aspectos operacionais do SUS
2.5.3.2.2 tripartite
2.5.3.2.3 Bipartite
2.5.3.3 Permanente
2.5.3.3.1 integração
2.5.3.3.1.1 serviços de saúde
2.5.3.3.1.2 inst. de ensino
2.5.3.3.1.2.1 profissional
2.5.3.3.1.2.2 superior
2.6 Competências
2.6.1 Comuns
2.6.2
2.6.3
2.6.4
2.7

Media attachments