Humanismo

Nathan Lima
Mind Map by Nathan Lima, updated more than 1 year ago
Nathan Lima
Created by Nathan Lima over 6 years ago
113
3

Description

Humanismo

Resource summary

Humanismo
  1. Durou do século XV ao XVI
    1. Contexto histórico
      1. O humanismo foi uma época de transição entre a Idade Média e o Renascimento. Como o próprio nome já diz, o ser humano passou a ser valorizado. Foi nessa época que surgiu uma nova classe social: a burguesia. Os burgueses não eram nem servos e nem comerciantes. Com o aparecimento desta nova classe social foram aparecendo as cidades e muitos homens que moravam no campo se mudaram para morar nestas cidades, como conseqüência o regime feudal de servidão desapareceu. Foram criadas novas leis e o poder parou nas mãos daqueles que, apesar de não serem nobres, eram ricos. O “status” econômico passou a ser muito valorizado, muito mais do que o título de nobreza.
        1. As Grandes Navegações trouxeram ao homem confiança de sua capacidade e vontade de conhecer e descobrir várias coisas. A religião começou a decair (mas não desapareceu) e o teocentrismo deu lugar ao antropocentrismo, ou seja, o homem passou a ser o centro de tudo e não mais Deus. Os artistas começaram a dar mais valor às emoções humanas. É bom ressaltar que todas essas mudanças não ocorreram do dia para a noite.
        2. Caracteristicas
          1. Uso da razão, do método científico e da evidência factual em lugar de fé ou de misticismo, na busca de soluções e respostas para as questões humanas mais importantes.
            1. Certeza de que dogmas, ideologias e tradições religiosas, políticas ou sociais devem ser avaliados e testados, em vez de simplesmente aceitos por uma questão de fé.
              1. Busca da satisfação, do desenvolvimento e da criatividade, para o indivíduo e para a humanidade em geral.
                1. Preocupação com a vida presente e compromisso de dotá-la de sentido através de um melhor conhecimento de nós mesmos, de nossa história, das nossas conquistas intelectuais e artísticas e das perspectivas daqueles que diferem de nós.
                  1. Busca por princípios viáveis de conduta ética (tanto individuais quanto sociais e políticos), julgando-os por sua capacidade de melhorar o bem-estar humano e a responsabilidade individual.
                    1. Busca constante pela verdade objetiva, levando em consideração que nossa percepção dessa verdade é imperfeita e que ela pode ser alterada por novos conhecimentos e experiências.
                      1. Certeza de que com razão, boa vontade e tolerância, pode-se progredir na construção de um mundo melhor para todos nós.
                      2. Gil Vicente
                        1. Antes da produção gilvicentina é praticamente impossível falar-se em teatro. A manifestação teatral da Idade Média limitou-se à encenações de caráter litúrgico, presas aos ritos da religião católica. As encenações religiosas apresentadas no interior das igrejas dividiam-se em
                          1. Mistério
                            1. Representação da vida de Jesus Cristo
                            2. Milagre
                              1. Representação da vida de santos
                              2. Moralidade
                                1. Representações curtas com finalidade didática ou moralizante
                                2. As encenações que ocorriam fora dos templos religiosos recebiam o nome de profanas e apresentavam um caráter mais popular e não estavam relacionadas aos cultos católicos. Dividiam-se em
                                  1. Arremedilho ou Arremedo
                                    1. Pantomima alegórica
                                      1. Farsa
                                        1. Sotie
                                          1. Momo
                                            1. Entremeze
                                              1. Sermão burlesco
                                                1. Écloga
                                            2. Classes Sociais
                                              1. A burguesia e a nobreza, classes sociais que despontam no final da Idade Média, passam a dividir o poderio com a Igreja. É neste contexto cultural que a visão antropocêntrica se instala e influencia todo campo cultural: literatura, música, escultura, artes plásticas.
                                              2. Mercantilismo
                                                1. É a prática econômica típica da Idade Moderna e é marcado, sobretudo, pela intervenção do Estado na economia. Durante aproximadamente três séculos foi a prática econômica principal adotada pelos países europeus, o que só seria quebrado com o questionamento sobre a interferência do Estado na economia e o consequente advento das ideias liberais. Em resumo, o Mercantilismo era o conjunto de ideias econômicas que considerava a riqueza do Estado baseada na quantidade de capital que teriam guardado em seus cofres.
                                                  1. Principais caracteristicas
                                                    1. Protecionismo
                                                      1. Proteção do mercado interno, de forma a obter mais lucros. Ex: na Inglaterra, foi decretado por Oliver Cromwell o Ato de Navegação, no qual as mercadorias inglesas só poderiam ser transportadas em navios ingleses.
                                                      2. Metalismo
                                                        1. Ouro e prata significavam riqueza para as nações européias da época. As que não possuíam esses metais desenvolviam o comércio, de forma a ter dinheiro suficiente para adquirí-los. Ex: a colonização espanhola na América, baseada na extração de ouro.
                                                        2. Intervencionismo
                                                          1. O monarca era quem controlava a economia do país, de forma que a economia não era regida pelas tendências de mercado, como no neoliberalismo. Ex: Luís XIV, na França, que detinham em suas mãos o poder absoluto sobre a economia, política, sociedade, etc.
                                                          2. Busca por uma balança comercial favorável
                                                            1. Exportar mais do que importar, gerar lucro. Já que todas as nações européias estavam interessadas em vender seus produtos, a solução foi a colonização, de forma a obter mercados
                                                        3. Antropocentrismo
                                                          Show full summary Hide full summary

                                                          Similar

                                                          Humanismo
                                                          Júlia Brito
                                                          Humanismo
                                                          Isabella V. Silva
                                                          Humanismo
                                                          ANANDA H
                                                          Geografia Geral e do Brasil
                                                          Magno Goulart
                                                          Humanismo- Resumo
                                                          Vinicius Rocha
                                                          SIMULADO ETNICOS RACIAIS
                                                          Sanielle Oliveira
                                                          Émile Durkheim
                                                          Victor Hugo Ferreira
                                                          Escolas Literárias
                                                          Lucas Souza
                                                          Dinâmica de populações
                                                          Vitor Heitor
                                                          ROCOCÓ
                                                          bineadriana
                                                          Humanismo
                                                          Laryssa Valencise