A DOR

Isabel Sobreira
Mind Map by Isabel Sobreira, updated more than 1 year ago
Isabel Sobreira
Created by Isabel Sobreira about 5 years ago
22
0

Description

MAPA DA DOR

Resource summary

A DOR
1 Experiência multidimensional desagradável, envolvendo não só um componente sensorial mas, também, um conponente emocional e que se associa a uma lesão dos tecidos, real ou potencial, ou descrita em, termos que evocam essa lesão
1.1 O que pode significar?
1.1.1 Ferimento ou Lesão
1.1.2 Complicação (ex. Infeção)
1.1.3 Nova Doença
1.1.3.1 Incapacidade crescente
1.1.4 Perda de Mobilidade
1.1.5 Envelhecimento
1.1.6 Cicatrização ou cura
1.1.7 Algo necessário para a cura
1.1.8 Castigo por pecados cometidos
1.1.9 Desafio
1.1.10 Empatia com o sofrimento de outros
1.1.11 Algo a ser tolerado
1.1.12 Que fatores influenciam :
1.1.12.1 Valores/Modelos culturais
1.1.12.2 O significado de dor para a pessoa
1.1.12.2.1 Experiências anteriores
1.1.12.2.2 Personalidade
1.1.12.2.3 Idade
1.1.12.2.4 Atenção / Ansiedade
1.1.12.2.5 Ambiente / Atitudes de outros
1.1.12.3 Quais influenciam a tolerância à dor?
1.1.12.3.1 Diminuem:
1.1.12.3.1.1 Ansiedade
1.1.12.3.1.2 Raiva
1.1.12.3.1.3 Monotonia
1.1.12.3.1.4 Dor persistente
1.1.12.3.1.5 Stress
1.1.12.3.1.6 Depressão
1.1.12.3.1.7 Cansaço
1.1.12.3.2 Aumentam:
1.1.12.3.2.1 Álcool
1.1.12.3.2.2 Crenças
1.1.12.3.2.3 Distração
1.1.12.3.2.4 Fricção
1.1.12.3.2.5 Calor
1.1.12.3.2.6 Hipnose
1.1.12.3.2.7 Substâncias aditivas
1.1.12.4 Ambiente em que ocorre
1.1.12.5 Outros...
1.1.12.6 Condição física e mental
1.2 De onde vem?
2 O QUE É?
3
3.1 Fatores Fisiológicos
3.1.1
3.2 Fatores Sensoriais
3.2.1
3.3 Fatores Afetivos
3.3.1
3.4 Fatores Cognitivos
3.4.1
3.5 Fatores Comportamentais
3.5.1
3.6 Fatores Psicossociais
3.6.1 Porque:
3.6.1.1 Ser Social, Psicológico e Social
4 Pode ser
4.1 Aguda (-3 meses)
4.1.1 Pode ser:
4.1.1.1 Nociceptiva
4.1.1.1.1 Somática
4.1.1.1.1.1 Superficial
4.1.1.1.1.1.1
4.1.1.1.1.2 Profunda
4.1.1.1.1.2.1
4.1.1.1.2 Visceral
4.1.1.1.2.1
4.1.1.2 Neuropática
4.1.1.2.1
4.1.1.3 Psicogénica
4.1.1.3.1
4.1.2 Sintomas
4.1.2.1 Taquicardia
4.1.2.2 Tensão muscular
4.1.2.3 Miose
4.1.2.4 > TA
4.1.2.5 Máuseas/vómitos
4.1.2.6 Diafurese
4.1.2.7 Vasodilatação
4.1.2.8 Posição antiálgica
4.1.2.9 Choro
4.1.2.10 Agitação
4.2 Crónica (+3 meses)
4.2.1 Pode ser:
4.2.2 Prolongada, persistente, difícil localização, sem função e sem alteração dos Sinais Vitais
5 Diagnósticos de Enfermagem:
5.1 Outros...
5.2 PESSOA
5.2.1
5.2.2
5.2.3 Recolha de dados
5.3 :
6
7 Diminuição da qualidade de vida:
7.1 Aspetos Físicos
7.1.1 Náuseas e perda de apetite
7.1.1.1
7.1.2 Transtornos do sono
7.1.2.1
7.1.3 Irritabilidade
7.1.3.1
7.1.4 Fadiga
7.1.4.1
7.1.5 Diminuição da força e da resistência
7.1.5.1
7.1.6 Diminuição da capacidade funcional
7.1.6.1
7.1.7 Dependência química
7.1.7.1 Aumenta necessidade de:
7.1.7.1.1 Intervenções de Enfermagem
7.1.7.1.1.1 Terapêutica farmacológica
7.1.7.1.1.1.1 Analgésicos
7.1.7.1.1.1.1.1 Opióides
7.1.7.1.1.1.1.1.1 Fracos
7.1.7.1.1.1.1.1.1.1 Codeína
7.1.7.1.1.1.1.1.1.1.1
7.1.7.1.1.1.1.1.1.2 Dihicideína
7.1.7.1.1.1.1.1.1.2.1
7.1.7.1.1.1.1.1.1.3 Tramadol
7.1.7.1.1.1.1.1.1.3.1
7.1.7.1.1.1.1.1.1.4 Outros
7.1.7.1.1.1.1.1.1.4.1
7.1.7.1.1.1.1.1.2 Fortes
7.1.7.1.1.1.1.1.2.1 Morfina
7.1.7.1.1.1.1.1.2.1.1
7.1.7.1.1.1.1.1.2.2 Buprenorfina
7.1.7.1.1.1.1.1.2.2.1
7.1.7.1.1.1.1.1.2.3 Fentanil
7.1.7.1.1.1.1.1.2.3.1
7.1.7.1.1.1.1.1.2.4 outros
7.1.7.1.1.1.1.1.2.4.1 Efeitos Adversos
7.1.7.1.1.1.1.1.2.4.1.1 Náuseas
7.1.7.1.1.1.1.1.2.4.1.2 Vómitos
7.1.7.1.1.1.1.1.2.4.1.3 Obstipação
7.1.7.1.1.1.1.1.2.4.1.4 Alterações cognitivas
7.1.7.1.1.1.1.1.2.4.1.5 Sedação
7.1.7.1.1.1.1.1.2.4.1.6 Disfunção sexual
7.1.7.1.1.1.1.1.2.4.1.7 Retenção urinária
7.1.7.1.1.1.1.1.2.4.1.8 Prurido
7.1.7.1.1.1.1.1.2.4.1.9 Xerostomia
7.1.7.1.1.1.1.1.2.4.1.10 Miocolonia
7.1.7.1.1.1.1.1.2.4.1.11 Convulsões
7.1.7.1.1.1.1.1.2.4.1.12 Alucinações
7.1.7.1.1.1.1.1.2.4.1.13 Outros...
7.1.7.1.1.1.1.2 Não Opióides
7.1.7.1.1.1.1.2.1 AAS
7.1.7.1.1.1.1.2.2 Paracetamol
7.1.7.1.1.1.2 Fármacos adjuvantes
7.1.7.1.1.1.2.1 Potencia analgésicos/alívio de outros sintomas (depressão, náuseas, outros)
7.1.7.1.1.1.3 Anestesia regional
7.1.7.1.1.1.4 Sedação e análgesia
7.1.7.1.1.2 Terapêutica não farmacológica
7.1.7.1.1.2.1 Cognitivo-Comportamentais
7.1.7.1.1.2.1.1 Terapia cognitiva/comportamental
7.1.7.1.1.2.1.2 Reestruturação cognitiva
7.1.7.1.1.2.1.3 Treino de habilidades de coping
7.1.7.1.1.2.1.4 Relaxamento
7.1.7.1.1.2.1.5 Distração
7.1.7.1.1.2.2 Físicas
7.1.7.1.1.2.2.1 Aplicação de frio/calor
7.1.7.1.1.2.2.2 Exercício
7.1.7.1.1.2.2.3 Imobilização
7.1.7.1.1.2.2.4 Massagem
7.1.7.1.1.2.2.5 TANS
7.1.7.1.1.2.3 Emocional
7.1.7.1.1.2.3.1 Apoio
7.1.7.1.1.3 Avaliação Inicial
7.1.7.1.1.3.1 História de Saúde
7.1.7.1.1.3.1.1 Caraterísticas da dor
7.1.7.1.1.3.1.1.1 Localização
7.1.7.1.1.3.1.1.2 Qualidade
7.1.7.1.1.3.1.1.3 Intensidade
7.1.7.1.1.3.1.1.3.1 Escalas de dor
7.1.7.1.1.3.1.1.3.1.1 Escalas numéricas
7.1.7.1.1.3.1.1.3.1.2 Esacalas de Observador
7.1.7.1.1.3.1.1.3.1.3 Escala de Fáces de Wong Baker
7.1.7.1.1.3.1.1.3.1.4 Escala de descritores verbais
7.1.7.1.1.3.1.1.4 Irradiação
7.1.7.1.1.3.1.1.5 Fatores temporais
7.1.7.1.1.3.1.2 Fatores de alívio/agravamento
7.1.7.1.1.3.1.3 Estratégias de coping
7.1.7.1.1.3.1.4 Impacto nas AVD
7.1.7.1.1.3.1.5 Espetativas da pessoa
7.1.7.1.1.3.1.6 Descrição do efeito das medidas farmacológicas e não farmacológicas
7.1.7.1.1.3.2 Observação Física
7.1.7.1.1.3.2.1 Aparência
7.1.7.1.1.3.2.2 Comportamento motor
7.1.7.1.1.3.2.3 Respostas verbais e afetivas
7.1.7.1.1.3.2.4 Sinais Vitais
7.1.7.1.1.3.2.5 Humidade e cor da pele
7.1.7.1.1.3.2.6 Sensibilidade na érea onde refere dor
7.1.7.1.1.3.2.7 Presença de pontos que desencadeiem dor
7.1.7.1.1.4 Intervenções gerais
7.1.7.1.1.4.1 avaliar periodicamente a dor
7.1.7.1.1.4.2 Envolver o doenente e família na gestão da tomada de desição.
7.1.7.1.1.4.3 Informar e ensinar a cerca de dor (controlo/gestão) e regime terapêutico
7.1.7.1.1.4.4 prevenir e monitorizar sfeitos secundários de fármacos tomados
7.1.7.1.1.4.5 Controlar fatores ambientais que infuenciem a dor
7.1.7.1.1.4.6 Avaliar o efeito e eficácia do controlo da dor
7.1.7.1.1.4.7 Registar
7.1.7.1.1.4.8 Ensino à pessoa, família e cuidador
7.2 Aspetos Psicossociais
7.2.1 Aumento da ansiedade
7.2.1.1
7.2.2 Depressão
7.2.2.1
7.2.3 Sofrimento
7.2.3.1
7.2.4 Dificuldade de concentração
7.2.4.1
7.2.5 Perdas sociaos
7.2.5.1
7.2.6 Diminuição da atividade sexual e afetiva
7.2.6.1
7.2.7 Tensão financeira
7.2.7.1
7.2.8 Perda do controle
7.2.8.1
7.2.9 Dimuição da alegria e do humor
7.2.9.1
Show full summary Hide full summary

Similar

Termos téc. Enfermagem
Letícia Silva
Processo de Cicatrização
Letícia Silva
Bioética em Enfermagem
Sachiko Chan
COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL EM SAÚDE
erikaaptorres
Práxis Segura da Enfermagem Radiológica
thais.marinass
QUIZ 1# - Diabetes Mellitus
Maria Regina
Patologias dos rins
Celi cs
Troca de gases prejudicada -
ucbjacque@gmaIl.com
SIMULADÃO DE REVISÃO E FIXAÇÃO - DIP
dayse vasconcelos
SÍNDROME DE BURNOUT ENTRE ESTUDANTES DE ENFERMAGEM
Witamar Chaves
Higiene e Profilaxia
Augusto Maic