Sociologia

Thaise  Santos
Mind Map by Thaise Santos, updated more than 1 year ago
Thaise  Santos
Created by Thaise Santos over 5 years ago
13
0

Description

Dsnx

Resource summary

Sociologia
  1. Walter Benjamin(15 de julho de 1882 - 27 de setembro de 1940) Filho de comerciantes de produtos franceses em Judaica. Benjamin desenvolveu seu trabalho em base na concepção crítica Kantiana de criticar como uma forma de reflexão tanto na estética como na Política. Walter Benjamin é um dos grandes filósofos mais significativos da modernidade, reconhecido somente enquanto após sua trágica morte. PRINCIPAIS OBRAS: A Obra de Arte na Era de sua Reprodutibilidade técnica(1936);Obra influente nas áreas de Estudos culturais, influência da Mídia e Teoria da Arquitetura e história da arte. Seu próprio argumento sobre, e na ausência de qualquer valor ritual ou tradicional. Paris, Capital do século XIX; Fundamental Obra que faz parte de seu projeto de Análise de Emergência da Cultura burguesa.

    Annotations:

    • Walter Benjamin(15 de julho de 1882 - 27 de setembro de 1940) Filho de comerciantes de produtos franceses em Judaica. Benjamin desenvolveu seu trabalho em base na concepção crítica Kantiana de criticar como uma forma de reflexão tanto na estética como na Política. Walter Benjamin é um dos grandes filósofos mais significativos da modernidade, reconhecido somente enquanto após sua trágica morte. PRINCIPAIS OBRAS: A Obra de Arte na Era de sua Reprodutibilidade técnica(1936);Obra influente nas áreas de Estudos culturais, influência da Mídia e Teoria da Arquitetura e história da arte. Seu próprio argumento sobre, e na ausência de qualquer valor ritual ou tradicional. Paris, Capital do século XIX; Fundamental Obra que faz parte de seu projeto de Análise de Emergência da Cultura burguesa.
    1. Theodor Adonor (11 de setembro de 1903- 6 de agosto de1996) nascido em Frankfurt , filho de Oscar Alexandre negociante de Alemão de vinhos, sua mãe Cantoria Lírica Maria Barbara Calvelli. Estudante de Filosofia, Musicologia, psicologia e Sociologia. Entre 1931 e 1932 publicou cerca de Cem Artigos sobre crítica e estética musical e conheceu Vilma sua Esposa. Obras; Dialética do Esclarecimento1947: Escrita com a Colaboração com Max Horkheimer durante a guerra. É uma critica em Relação a Razão instrumental. Dialética Negativa 1966: É uma das Obras Fundamentais de Adonor e dentre esses trabalhos mais sistêmicos e o mais acabado. Contruiu-se em um dos três pilares do pensamento do filósofo juntamente com a Teoria Estética e um projeto sobre estética Moral.

      Annotations:

      • Theodor Adonor (11 de setembro de 1903- 6 de agosto de1996) nascido em Frankfurt , filho de Oscar Alexandre negociante de Alemão de vinhos, sua mãe Cantoria Lírica Maria Barbara Calvelli. Estudante de Filosofia, Musicologia, psicologia e Sociologia. Entre 1931 e 1932 publicou cerca de Cem Artigos sobre crítica e estética musical e conheceu Vilma sua Esposa. Obras; Dialética do Esclarecimento1947: Escrita com a Colaboração com Max Horkheimer durante a guerra. É uma critica em Relação a Razão instrumental. Dialética Negativa 1966: É uma das Obras Fundamentais de Adonor e dentre esses trabalhos mais sistêmicos e o mais acabado. Contruiu-se em um dos três pilares do pensamento do filósofo juntamente com a Teoria Estética e um projeto sobre estética Moral.
      1. Max Horkheimer (14 de fevereiro de 1895- 7 de julho de 1973). Nasceu em Noremberga, filho de um industrial Moses Horkheimer, teve como inspiração o Filosofo Schopenhauer. OBRAS: Materialismo e Moral (1993): Fala da Necessidade de reunificar ética e política, sentimentos morais e transformações social. Teoria Tradicional e Teoria Critica: Mostra a indivisão entre a teoria conceitual e Práxis Social. A teoria crítica reunifica a razão pensamento dualista que separa o objeto de conhecimento.

        Annotations:

        • Max Horkheimer (14 de fevereiro de 1895- 7 de julho de 1973). Nasceu em Noremberga, filho de um industrial Moses Horkheimer, teve como inspiração o Filosofo Schopenhauer. OBRAS: Materialismo e Moral (1993): Fala da Necessidade de reunificar ética e política, sentimentos morais e transformações social. Teoria Tradicional e Teoria Critica: Mostra a indivisão entre a teoria conceitual e Práxis Social. A teoria crítica reunifica a razão pensamento dualista que separa o objeto de conhecimento.
        1. Max Weber ( 21 de abril de 1864- 12 de junho de 1920) Um intelectual jurista e economista considerado um dos fundadores da Sociologia Moderna, mas suas influências também podem ser sentida na economia, na filosofia, no direito, na ciência política e na administração. Suas obras mais famosas compõem a Ética protestante e o espírito do Capitalismo, com qual começou suas reflexões sobre a Sociologia. Obras: A Ética protestante e o Espírito Capitalismo (1904)- O livro mais conhecido, investiga a relação existente entre certa forma de conduta econômica e suas Raízes Religiosas. Economia e Sociedade (1922)- A sua importância e dada em virtude do papel de relevo desempenhado pelo pensamento Werberiano na própria formação das ciências sociais Brasileiras.
          1. Herber Marcuse ( 19 de julho de 1898- 29 de julho de 1979 ) Nascido em Berlim de família Judaica Assimilados. Em 1933 foi admitido no instituto de Pesquisas sociais que seria mas tarde associado à Escola de Frankfurt, porém sem sucesso. Marcuse se preocupava com o Desenvolvimento descontrolado da tecnologia, o racionalismo dominante nas sociedades modernas, os movimentos repressivos das liberdades individuais, o aniquilamento da Razão. Obras : Ideologia da Sociedade Indústrial (1964)Em que o autor denúncia aspectos totalitários tanto do comunismo soviético quanto do Capitalismo ocidental. Este domínio total de ambas as sociedade passava pelo predomínio de uma razão técnica (operacional)que,alegando estar desmistificando a realidade, extinguia toda capacidade de mediação de razão em relação à realidade empírica ,todo pensamento das sociedades industriais avançadas. A teoria crítica também não seria capaz de delinear os traços da sociedade futura,apenas negar um domínio que se fazia

            Annotations:

            • Herber Marcuse ( 19 de julho de 1898- 29 de julho de 1979 ) Nascido em Berlim de família Judaica Assimilados. Em 1933 foi admitido no instituto de Pesquisas sociais que seria mas tarde associado à Escola de Frankfurt, porém sem sucesso. Marcuse se preocupava com o Desenvolvimento descontrolado da tecnologia, o racionalismo dominante nas sociedades modernas, os movimentos repressivos das liberdades individuais, o aniquilamento da Razão. Obras : Ideologia da Sociedade Indústrial (1964)Em que o autor denúncia aspectos totalitários tanto do comunismo soviético quanto do Capitalismo ocidental. Este domínio total de ambas as sociedade passava pelo predomínio de uma razão técnica (operacional)que,alegando estar desmistificando a realidade, extinguia toda capacidade de mediação de razão em relação à realidade empírica ,todo pensamento das sociedades industriais avançadas. A teoria crítica também não seria capaz de delinear os traços da sociedade futura,apenas negar um domínio que se fazia no entanto,propunha que deveria se criar uma nova ciência e uma técnica que não lançasse um olhar par a a natureza tanto quanto para o homem como sendo estes meros objetos.
            1. Jean Baudrillard (27 de Julho de 1929 - 6 de 2007) Nascido do Nordeste da França filhos, de funcionários Público. Sociólogo, poeta e Fotógrafo. Suas teorias contradizem o discurso da " Verdade Absoluto" e contribuíram para o questionamento da situação de dominação imposta pelos complexos e contemporânea sistemas de signos. Principais Obras : O sistema dos Objetos (1968) : Diz que podemos classificar a imensa vegetação dos Objetos como Fauna e Flora, proliferando conforme as necessidades humanas se mutiplicam. Sociedade de Consumo (1970) mostra um mundo atual em que estamos totalmente rodeados por objetos, não de homens. O ser humano, apesar de ser criador de seus utensílios, apesar de ter o poder de criá-los, se sente dominado por eles. Vivemos por e para os objetos. O mundo em que vivemos está controlado por máquinas, elevadores que nos levam de um andar a outro, eletrodomésticos, a televisão que nos distrai de outros afazeres mais importantes etc

              Annotations:

              • Jean Baudrillard (27 de Julho de 1929 - 6 de 2007) Nascido do Nordeste da França filhos, de funcionários Público. Sociólogo, poeta e Fotógrafo. Suas teorias contradizem o discurso da " Verdade Absoluto" e contribuíram para o questionamento da situação de dominação imposta pelos complexos e contemporânea sistemas de signos. Principais Obras : O sistema dos Objetos (1968) : Diz que podemos classificar a imensa vegetação dos Objetos como Fauna e Flora, proliferando conforme as necessidades humanas se mutiplicam. Sociedade de Consumo (1970) mostra um mundo atual em que estamos totalmente rodeados por objetos, não de homens. O ser humano, apesar de ser criador de seus utensílios, apesar de ter o poder de criá-los, se sente dominado por eles. Vivemos por e para os objetos. O mundo em que vivemos está controlado por máquinas, elevadores que nos levam de um andar a outro, eletrodomésticos, a televisão que nos distrai de outros afazeres mais importantes etc. 
          2. Jürgen Habermas ( 18 de junho de 1929) Sociólogo e Filósofo alemão, participante da Teoria Crítica. O trabalho de Habermas trata dos fundamentos da Teoria Social e da epistemologia, da análise da democracia nas sociedades sob o Capitalismo Avançado, do Estado de Direito em um contexto de Evolução Social (no qual a racionalização do mundo da vida ocorre mediante uma progressiva libertação do potencial de racionalidade contido na ação comunicativa de modo que a ação orientada para o entendimento mútuo ganha cada vez mais independência dos contextos normativos). Habermas é, também, conhecido por seu trabalho sobre a modernidade  e particularmente sobre a racionalização, nos termos originalmente propostos por Max Weber. Suas Obras: O discurso do Filósofo da Modernidade(1990): nesta obra os contornos filosóficos e teóricos da era moderna. Trata-se de um tema complexo, cuja abordagem envolve um conjunto de disciplinas que engloba a sociologia, a política, a filosofia, a estética e a teoria l

            Annotations:

            • Jürgen Habermas ( 18 de junho de 1929) Sociólogo e Filósofo alemão, participante da Teoria Crítica. O trabalho de Habermas trata dos fundamentos da Teoria Social e da epistemologia, da análise da democracia nas sociedades sob o Capitalismo Avançado, do Estado de Direito em um contexto de Evolução Social (no qual a racionalização do mundo da vida ocorre mediante uma progressiva libertação do potencial de racionalidade contido na ação comunicativa de modo que a ação orientada para o entendimento mútuo ganha cada vez mais independência dos contextos normativos). Habermas é, também, conhecido por seu trabalho sobre a modernidade  e particularmente sobre a racionalização, nos termos originalmente propostos por Max Weber. Suas Obras: O discurso do Filósofo da Modernidade(1990): nesta obra os contornos filosóficos e teóricos da era moderna. Trata-se de um tema complexo, cuja abordagem envolve um conjunto de disciplinas que engloba a sociologia, a política, a filosofia, a estética e a teoria literária.
            1. Norbet Elias ( 22 de Junho de 1897 - 1 de agosto de 1990) Sociólogo Alemão de família Judaica, seus trabalhos em Alemão tardaram a ser reconhecidos e ele viveu de forma precária. Suas obras focaram a relação entre poder, comportamento, emoção e conhecimento na História. Devido a circunstâncias históricas, Elias permaneceu durante um longo período como um autor marginal, tendo sido redescoberto por uma nova geração de teóricos nos anos 70, quando se tornou um dos mais influentes sociólogos de todos os tempos. Suas Obras : O Processo Civilizatório ( 1939): Livro influente em diferentes conceitos de civilização e cultura. com a sua organização política, com sua estrutura econômica, com suas tecnologias e etc, mas há dois movimentos notáveis e contrários: cultura se refere a um plano intelectual, abstrato, enquanto civilização está ligada a um plano mais prático e concreto. A Sociedade de Corte: possui assim uma conceção naturalista da ordem social, em que o todo se sobrepõe ao individua

              Annotations:

              • Norbet Elias ( 22 de Junho de 1897 - 1 de agosto de 1990) Sociólogo Alemão de família Judaica, seus trabalhos em Alemão tardaram a ser reconhecidos e ele viveu de forma precária. Suas obras focaram a relação entre poder, comportamento, emoção e conhecimento na História. Devido a circunstâncias históricas, Elias permaneceu durante um longo período como um autor marginal, tendo sido redescoberto por uma nova geração de teóricos nos anos 70, quando se tornou um dos mais influentes sociólogos de todos os tempos. Suas Obras : O Processo Civilizatório ( 1939): Livro influente em diferentes conceitos de civilização e cultura. com a sua organização política, com sua estrutura econômica, com suas tecnologias e etc, mas há dois movimentos notáveis e contrários: cultura se refere a um plano intelectual, abstrato, enquanto civilização está ligada a um plano mais prático e concreto. A Sociedade de Corte: possui assim uma conceção naturalista da ordem social, em que o todo se sobrepõe ao individual, à maximização dos instintos hedonistas dos homens dentro de uma sociedade civil, de cidadãos, já não de súbditos. Estes fazem parte da sociedade corporativizada da sociedade de corte, onde a cabeça é o rei. Ele é a parte sensitiva do corpo que é a sociedade, cabendo-lhe zelar e garantir a harmonia do todo, mas sem ter.
          3. Pierre Boudier ( 1de agosto de 1930 - 23 de janeiro de 2002) Formado em Filosofia, desenvolveu ao longo de sua vida, diversos trabalhos abordando a questão da dominação. Sua contribuição na Sociologia e na Antropologia alcança as mais variadas áreas do conhecimento humano. Dedicou - se parte de sua vida, na academia para os campos de Educação. Tais as nações que posteriormente fundamentam afirmações sobre a legitimidade das desigualdades Sociais e Meritocracia. Suas Obras: A Dominação Masculina (1999): Relação Sociais entre os Sexos e procura explicar as causas da Persistência da dominação dos Homens sobre as mulheres

            Annotations:

            • Pierre Boudier ( 1de agosto de 1930 - 23 de janeiro de 2002) Formado em Filosofia, desenvolveu ao longo de sua vida, diversos trabalhos abordando a questão da dominação. Sua contribuição na Sociologia e na Antropologia alcança as mais variadas áreas do conhecimento humano. Dedicou - se parte de sua vida, na academia para os campos de Educação. Tais as nações que posteriormente fundamentam afirmações sobre a legitimidade das desigualdades Sociais e Meritocracia. Suas Obras: A Dominação Masculina (1999): Relação Sociais entre os Sexos e procura explicar as causas da Persistência da dominação dos Homens sobre as mulheres.
            1. John Dewey: ( 20 de outubro de 1859- 1 de junho de 1952) Foi Filósofo e pedagogo. família de comerciantes de religião protestante congregacionalista, mais preocupada em educá-lo para a realização de tarefas práticas do dia a dia, para o trabalho e para os valores comunitários e religiosos, do que propriamente em proporcionar-lhe uma formação escolar. Para Dewey era de vital importância que a educação não se restringisse à transmissão do conhecimento como algo acabado – mas que o saber e habilidade adquiridos pelo estudante pudessem ser integrados à sua vida como cidadão, como pessoa.  Suas Obras: Interesse e Esforço (1913): Ao examinar as duas teorias Dewey afirma que elas procuram destruir uma a outra, primeiro exaltando o ponto fraco da adversária; depois, não associam os fatos com os atos dos sujeitos, elas pensam que o importante é o exterior do indivíduo, suas conquistas; e, por último , prejudicam o sujeito quanto a moral e a intelectualidade. O esforço é , segundo seus defen

              Annotations:

              • John Dewey: ( 20 de outubro de 1859- 1 de junho de 1952) Foi Filósofo e pedagogo. família de comerciantes de religião protestante congregacionalista, mais preocupada em educá-lo para a realização de tarefas práticas do dia a dia, para o trabalho e para os valores comunitários e religiosos, do que propriamente em proporcionar-lhe uma formação escolar. Para Dewey era de vital importância que a educação não se restringisse à transmissão do conhecimento como algo acabado – mas que o saber e habilidade adquiridos pelo estudante pudessem ser integrados à sua vida como cidadão, como pessoa.  Suas Obras: Interesse e Esforço (1913): Ao examinar as duas teorias Dewey afirma que elas procuram destruir uma a outra, primeiro exaltando o ponto fraco da adversária; depois, não associam os fatos com os atos dos sujeitos, elas pensam que o importante é o exterior do indivíduo, suas conquistas; e, por último , prejudicam o sujeito quanto a moral e a intelectualidade. O esforço é , segundo seus defensores , a divisão virtual da atenção e uma desintegração correspondente de caráter.
          Show full summary Hide full summary

          Similar

          Sociologia - Origem
          Malu Miralha
          EMILE DURKHEIM
          Débora C. Nascimento
          Revisão de Sociologia 1a. série do Ensino Médio
          e-pn-2007@hotmail.co
          Revisão de Sociologia para a 3a. serie do Ensino Médio
          e-pn-2007@hotmail.co
          A sociedade diante do Estado
          jacson luft
          Simulado ENEM - Ciências humanas
          Nathalia - GoConqr
          Simulado Sociologia
          rodrigoguarapuav
          Início da sociologia e correntes sociológicas
          beatriz.avinco
          Movimentos Sociais - resumo
          Marília Mendes
          Surgimento da Sociologia
          Amanda Gomes
          movimentos sociais
          Marcos Vinicius