Principais Síndromes Abdominais

Nunes Marcelino
Mind Map by Nunes Marcelino , updated more than 1 year ago
9
1
0

Description

Farmacologia Medicina (Propedêutica Médica ) Mind Map on Principais Síndromes Abdominais, created by Nunes Marcelino on 05/05/2016.

Resource summary

Principais Síndromes Abdominais
1 Anatomia
1.1 Divisão em 9 partes
1.1.1 Hipocôndrios D e E
1.1.2 Flancos D e E
1.1.3 Fossas Ilíacas D e E
1.1.4 Epigástrio, Mesogástrio, Hipogástrio
2 Ascite
2.1 Definição
2.1.1 Acúmulo de Líquido na Cavidade abdominal
2.2 Diagnóstico Diferencial
2.2.1 Cisto ovariano ou renal, e Hidronefrose
2.3 Causas
2.3.1 Cardiocircultórias
2.3.1.1 Insuficiência Cardíaca
2.3.1.1.1 Fatores
2.3.1.1.1.1 Aumento da Pressão Hidrostática
2.3.1.1.1.1.1 2° Hipertensão venosa
2.3.1.1.1.1.1.1 IVD
2.3.1.1.1.2 Retenção de Na+ e Água
2.3.1.1.1.2.1 2° IVE
2.3.1.1.1.2.1.1 Diminuição da TFG
2.3.1.1.1.2.1.1.1 Ativação de Sist. RA
2.3.1.1.2 Quadro
2.3.1.1.2.1 Retenção Hídrica
2.3.1.1.2.1.1 Edema
2.3.1.1.2.1.1.1 Membros inferiores
2.3.1.1.2.1.1.2 Pré-sacra e face
2.3.1.1.2.1.1.3 Pleura e Pericárdio
2.3.1.2 Trombose Venosa
2.3.2 Renais
2.3.2.1 Síndrome Nefrótica
2.3.2.1.1 Fotores
2.3.2.1.1.1 Diminuição da pressão oncótica
2.3.2.1.1.1.1 Hipoproteinemia devido à Proteinúria acentuada
2.3.2.1.1.2 Retenção de Na+ e Água
2.3.2.1.2 Quadro
2.3.2.1.2.1 Retenção hídrica
2.3.2.1.2.1.1 Edema
2.3.2.1.2.1.1.1 Periorbitário
2.3.2.1.2.1.1.1.1 Período da manhã
2.3.2.1.2.1.1.2 Membros inferiores
2.3.2.1.2.1.1.2.1 Tarde
2.3.2.1.2.1.1.3 Pré-sacro e escrotal
2.3.3 Inflamatórias
2.3.3.1 Tuberculose Intestinal
2.3.4 Hepática
2.3.4.1 Cirrose e Fibrose Esquistossomática
2.3.4.1.1 Fatores
2.3.4.1.1.1 Hipertensão Portal
2.3.4.1.1.1.1 Obstrução ao fluxo
2.3.4.1.1.1.1.1 Aumento de pressão hidrostática
2.3.4.1.1.1.1.1.1 Transudato
2.3.4.1.1.2 Hipoproteinemía
2.3.4.1.1.2.1 Disfunção hepática
2.3.4.1.1.2.1.1 Diminuição da produção de proteínas
2.3.4.1.1.3 Retensão de Na+ e Água
2.3.4.1.1.3.1 Diminuição da TFG
2.3.4.1.1.3.1.1 Ativação de Sist. RA
2.3.4.1.2 Quadro
2.3.4.1.2.1 Ascite volumosa
2.3.4.1.2.2 Edema
2.3.4.1.2.2.1 Membros inferiores
2.3.4.1.2.3 Circulação colateral
2.3.4.1.2.3.1 Cabeça de medusa
2.4 Diagnóstico
2.4.1 Grandes volumes
2.4.1.1 Sinal do piparote
2.4.1.2 Abdome
2.4.1.2.1 Globoso
2.4.1.3 Pele
2.4.1.3.1 Fina, lisa e brilhante
2.4.1.3.2 Estrias
2.4.1.4 Protrusão da cicatriz umbilical
2.4.1.5 Hérnias
2.4.2 Pequenos Volumes
2.4.2.1 Sinal da poça
2.4.3 Médios Volumes
2.4.3.1 Semi-círculo de Skoda, Macicez móvel
2.4.4 Exame do líquido ascítico
2.4.4.1 Paracentese no QIE
2.4.4.2 Aspecto
2.4.4.2.1 Tipo Transudado
2.4.4.2.1.1 Coloração límpida
2.4.4.2.2 Tipo Exsudato
2.4.4.2.2.1 Amarelo citrrina
2.4.4.2.3 Icterícia Pronunciada
2.4.4.2.3.1 Amarelo escura
2.4.4.2.4 Neoplasia Maligna
2.4.4.2.4.1 Hemorrágico
2.4.4.2.4.1.1 Róseo
2.4.4.2.5 Infecção bacteriana
2.4.4.2.5.1 turvo ou purulento
2.4.4.3 Citometria
2.4.4.3.1 Valores > 250 células/mm³
2.4.4.3.1.1 Peritonite bacteriana espontânea
2.4.4.4 Glicose
2.4.4.4.1 Valores < 60 mg/dl
2.4.4.4.1.1 Infecção bacteriana
2.4.4.5 Albumina
2.4.4.5.1 Galb
2.4.4.5.1.1 Albumina sérica - Albumina do líquido ascítico
2.4.4.5.2 Valores
2.4.4.5.2.1 > 1,1
2.4.4.5.2.1.1 Etiologia Hepática
2.4.4.5.2.2 < 1,1
2.4.4.5.2.2.1 Outras etiologias
3 Circulação colateral
3.1 Tipos
3.1.1 Cava Superior
3.1.2 Cava Inferior
3.1.3 Porta
4 Massas Abdominais
4.1 Definição
4.1.1 Estrutura de consistência sólida ou líquida que se diferencia da hepatomegalia, esplenomegalia e útero
4.2 Análise
4.2.1 Localização
4.2.1.1 Topografia dos órgãos
4.2.2 Dimensões
4.2.3 Contorno
4.2.3.1 Lisa e arredondada
4.2.3.1.1 Distensão de víscera oca
4.2.3.1.2 Aumento de órgão
4.2.3.2 Nodular
4.2.3.2.1 Neoplasia
4.2.4 Consistência
4.2.4.1 Dura
4.2.4.1.1 Neoplasia
4.2.4.2 Elástica
4.2.4.2.1 Distensão de víscera oca
4.2.4.3 Pastosa (massa de moldar)
4.2.4.3.1 Fecalomas
4.2.5 Mobilidade
4.2.6 Pulsações Visíveis
4.2.6.1 Aneurismas
4.2.6.2 Tumor transmitindo pulsação da Aorta
4.2.7 Relação com órgãos e parede abdominal
4.2.8 Características da Pele
4.2.8.1 Retrações
4.2.8.1.1 Aderências
4.2.8.2 Casca de laranja
4.2.8.2.1 Neoplasia maligna
4.3 Diferenciar
4.3.1 Enrijecimento da musculatura abdominal
4.3.1.1 Intra abdominal
4.3.1.1.1 Ofuscada pela contração
4.3.1.2 Parede abdominal
4.3.1.2.1 Permanece palpável
4.4 Toque retal e vaginal
5 Oclusão Intestinal
5.1 Definição
5.1.1 Interrupção do transito intestinal tanto p/ sólidos, líquidos e gases
5.2 Instalação
5.2.1 Abrupta
5.2.1.1 Vólvulo
5.2.2 Progressiva
5.2.2.1 Estenose Inflamatória
5.2.2.2 Neoplasias
5.3 Sinais e Sintomas
5.3.1 Dor abdominal
5.3.1.1 Tipo cólica
5.3.1.2 Acompanhada de Ruídos Hidroaéreos
5.3.1.3 Caráter Intermitente
5.3.1.3.1 Pode desaparecer após 24h
5.3.2 Vômitos
5.3.2.1 Precoces e abundantes
5.3.2.1.1 Oclusões altas
5.3.2.2 Tardios
5.3.2.2.1 Obstruções baixas
5.3.2.3 Início
5.3.2.3.1 Vômito bilioso
5.3.2.3.1.1 Amarelado
5.3.2.4 Evolução
5.3.2.4.1 Vômito fecaloide
5.3.2.4.1.1 Escuro e Fétido
5.3.3 Parada da eliminação de fezes e gases
5.4 Exame físico
5.4.1 Inspeção
5.4.1.1 Peristaltismo de Luta
5.4.1.2 Abaulamento
5.4.2 Percussão
5.4.2.1 Timpanismo Localizado ou generalizado
5.4.3 Ausculta
5.4.3.1 Ruídos Hidroaéreos coicidindo com dor
5.5 Causas
5.5.1 Estenose
5.5.1.1 Congênita
5.5.1.2 Adquirida
5.5.1.2.1 Processo inflamatório, neoplásico, vascular ou traumático
5.5.2 Obliteração da luz
5.5.2.1 Bolo de Áscaris, Cálculo biliar, corpo estranho e impactação fecal
5.5.3 Compressão extrínseca
5.5.3.1 Tumores extra-intestinais
5.5.4 Bridas
5.5.4.1 Cirurgias abdominal anteriores
5.5.5 Vólvulo
5.5.6 Hérnias
5.5.6.1 Especialmente inguinais
5.5.7 Megacólon Chagásico
5.5.8 Intrussuscepção
6 Inpactação Fecal
6.1 Definição
6.1.1 Obstrução parcial ou total do reto ou do cólon por fecaloma
6.2 Causas
6.2.1 Doenças que causam obstipação intestinal
6.2.1.1 Megacólon Chagásico
6.2.1.2 Estenose
6.2.1.3 Lesões medulares
6.3 História
6.3.1 Piora do funcionamento intestinal
6.3.2 Distênção abdominal
6.3.3 Dor em cólica
6.4 Quadro
6.4.1 Fácies de sofrimento
6.4.2 Dor em cólica
6.4.2.1 Localizada ou difusa
6.4.3 Timpanismo difuso
6.4.4 Palpação indolor e sem defesa
6.5 Diagnóstico
6.5.1 Radiografia simples
6.5.1.1 Imagem em miolo de pão
6.5.2 Toque retal
7 Peritonite Aguda
7.1 Definição
7.1.1 Penetração e colonização de bactérias na cavidade abdominal
7.2 Tipos
7.2.1 Difusa
7.2.1.1 Purulenta ou Séptica
7.2.1.1.1 Grave comprometimento do estado geral
7.2.1.1.2 Exame abdominal pobre
7.2.2 Localizada
7.2.2.1 Purulenta
7.2.2.1.1 Menor comprometimento de Estado geral
7.2.2.1.2 Riqueza de sinais ao exame físico
7.3 Causas
7.3.1 Propagação de procsso inflamatório
7.3.2 Ruptua ou perfuração de víscera
7.3.3 Lesão do peritônio parietal
7.3.4 Via hematogênica
7.4 Manifestações
7.4.1 Dor
7.4.2 Defesa abdominal
7.4.3 Distenção abdominal
7.4.4 Sinal de Blumberg
7.4.5 Sinais gerais
Show full summary Hide full summary

Similar

Sistema Cardiovascular: Artérias, Veias e Capilares
Natália Abitbol
Anatomia: sistema esquelético I
Natália Abitbol
Regras NBRs
Maria Clara Oliveira
Anatomia Artérias
Filipe Brito
Processo de Cicatrização
Letícia Silva
SIMULADO - Casos Clínicos
Rodrigo Gouvea
Anatomia membro inferior - Ossos, acidentes e movimentos
vitorstoco
AVALIAÇÃO TEÓRICA 13 DE MARÇO
Residencia CM HBDF
DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
Vanessa Palauro
DOENÇA MENTAL E TRATAMENTO -Texto 16
eleuterapara
Escala de Coma de Glasgow
Vanessa Palauro