ARQUIVOLOGIA

لست لا شيء
Mind Map by لست لا شيء, updated more than 1 year ago
لست لا شيء
Created by لست لا شيء over 3 years ago
80
8

Description

NOÇÕES DE ARQUIVOLOGIA

Resource summary

ARQUIVOLOGIA
1 CONCEITO
1.1 A CIÊNCIA QUE SE ENCARREGA DO ESTUDO DA ORGANIZAÇÃO E ACESSO DOS DOCUMENTOS
1.1.1 SERÁ O GUARDIÃO DAS INFORMAÇÕES
1.1.1.1 INFORMAÇÃO
1.1.1.1.1 É O BEM PRECIOSO QUE REPRESENTA O ACRESCIMO AO CONHECIMENTO DA PESSOA
1.1.1.2 SUPORTE
1.1.1.2.1 ONDE É COLOCADA A INFORMAÇÃO
1.1.1.3 DOCUMENTO
1.1.1.3.1 INFORMAÇÃO + SUPORTE = DOCUMENTO
1.1.1.3.2 É IMPARCIAL
1.1.1.3.3 GÊNERO
1.1.1.3.3.1 TEXTUAL
1.1.1.3.3.1.1 MANUSCRITO, DIGITADO, IMPRESSO
1.1.1.3.3.2 CARTOGRÁFICO
1.1.1.3.3.2.1 MAPAS, PLANTAS, PERFIS
1.1.1.3.3.3 ICONOGRÁFICOS
1.1.1.3.3.3.1 FOTOS, DESENHOS, GRAVURAS NEGATIVOS (FOTOGRAMA
1.1.1.3.3.4 FILMOGRÁFICOS
1.1.1.3.3.4.1 PELÍCULAS E FITAS MAGNÉTICAS
1.1.1.3.3.5 SONOROS
1.1.1.3.3.5.1 AUDIOS, CDs, K7
1.1.1.3.3.6 MICROGRÁFICOS
1.1.1.3.3.6.1 ROLO, MICROFILME, JAQUETA, CARTÃO
1.1.1.3.3.7 INFORMÁTICOS
1.1.1.3.3.7.1 DISQUETE, PENDRIVES, HD
1.1.1.3.4 ESPÉCIES
1.1.1.3.4.1 NORMATIVOS
1.1.1.3.4.1.1 REGRAS E NORMAS
1.1.1.3.4.2 CORRESPONDÊNCIA
1.1.1.3.4.2.1 EXECUTA ATO NORMATIVO
1.1.1.3.4.3 ASSENTAMENTO
1.1.1.3.4.3.1 REGISTRO, APOSTILA, ATO , TERMO
1.1.1.3.4.4 COMPROBATÓRIOS
1.1.1.3.4.4.1 COMPROVAM O ASSENTAMENTO
1.1.1.3.4.5 ENUNCIATIVOS
1.1.1.3.4.5.1 PARECER, RELATÓRIO, VOTO, OPINATIVO
1.1.1.3.4.6 AJUSTE
1.1.1.3.4.6.1 TRATADO, CONTRATO, CONVÊNIO
1.1.1.3.5 ASSUNTO
1.1.1.3.5.1 OSTENSIVO
1.1.1.3.5.1.1 ABERTO A TODOS
1.1.1.3.5.2 SIGILOSO
1.1.1.3.5.2.1 ULTRA-SECRETO 25 ANOS
1.1.1.3.5.2.2 SECRETO : 15 ANOS
1.1.1.3.5.2.3 RESERVADO 5 ANOS
2 SINAR - Sistema Nacional de Arquivos
2.1 criado em 25/09/78 decreto 82.308
2.2 Tem por finalidade implementar a política nacional de arquivos públicos e privados
2.3 integram o SINAR
2.3.1 CONARQ - O órgão central
2.3.1.1 Tem por finalidade definir a política nacional de arquivos públicos e privados,
2.3.2 ARQUIVO NACIONAL
2.3.3 ARQUIVOS FEDERAIS
2.3.3.1 EXECUTIVO
2.3.3.2 LEGISLATIVO
2.3.3.3 JUDICIARIO
2.3.4 ARQUIVOS ESTADUAIS E DF
2.3.4.1 EXECUTIVO
2.3.4.2 LEGISLATIVO
2.3.4.3 JUDICIÁRIO
2.3.5 ARQUIVOS MUNICIPAIS
2.3.5.1 EXECUTIVO
2.3.5.2 LEGISLATIVO
2.3.6 ARQUIVOS PRIVADOS
2.3.6.1 QUANDO ESTES FOREM DE INTERESSE PUBLICO
2.3.6.2 ENTIDADES RELIGIOSAS DE INTERESSE PÚBLICO
2.3.6.3 QUANDO O PRIVADO REALIZOU SERVIÇOS PÚBLICOS
3 ARQUIVO
3.1 CONJUNTO DE DOCUMENTOS
3.1.1 VALORAÇÃO DOS DOCUMENTOS
3.1.1.1 PRIMARIO

Annotations:

  • O valor administrativo, também chamado de primário, refere-se ao valor que o documento apresenta para o funcionamento da instituição. É o valor pelo qual o documento foi criado (todo documento nasce com objetivo administrativo) e por isso está presente em todo documento quando de sua criação. É um valor temporário, ou seja, todo documento, em determinado momento de sua existência, perderá seu valor administrativo, quando atingir todas as finalidades que se possam esperar do mesmo para o funcionamento da instituição. Este valor também é chamado, por alguns autores, de valor funcional, em virtude de suas características.
3.1.1.1.1 ADMINISTRATIVO

Annotations:

  • documentos que envolvem política e métodos e que são necessários para a execução das atividades do órgão. Ex: Planos, Programas de Trabalho, Relatórios etc;
3.1.1.1.2 VALOR JURÍDICO/ LEGAL

Annotations:

  • documentos que envolvem direitos a curto ou a longo prazo do Governo ou dos cidadãos, e que produzem efeito perante os tribunais. Ex: Acordos, Contratos, Convênios etc;
3.1.1.1.3 VALOR FISCAL

Annotations:

  • documentos que se referem a operações financeiras e à comprovação de receitas e despesa geradas para atender às exigências governamentais. Ex: Notas Fiscais, Receitas, Faturas etc.
3.1.1.2 SECUNDÁRIO

Annotations:

  • Valor histórico: O valor histórico, também chamado de secundário, refere-se à possibilidade de uso dos documentos para fins diferentes daqueles para os quais foram originariamente criados, quando passa a ser considerado fonte de pesquisa e informação para terceiros e para a própria administração. O documento, após perder seu valor administrativo, pode ou não adquirir valor histórico, e uma vez tendo-o adquirido, este se torna definitivo, ou seja, o documento jamais o perderá.
3.1.1.2.1 Valor Histórico Probatório

Annotations:

  • documentos que retratam a origem, organização, reforma e história de uma administração. Ex: Atos Normativos, Exposição de Motivos etc;
3.1.1.2.2 Valor Histórico Informativo

Annotations:

  • que, embora recebidos por uma determinada entidade em função de suas atividades, são valiosos pelas informações que contém retratando pessoas, fatos ou épocas. Ex: Tabelas de Recenseamento, Documentos sobre Serviço Militar, Índices de Preços, Indicadores Económicos etc.
3.2 PRODUZIDOS / RECEBIDOS / ACUMULADOS
3.3 ÓRGÃOS PÚBLICOS OU PRIVADOS
3.3.1 EXERCÍCIO DA ATIVIDADE
3.3.1.1 ORGANICIDADE
3.3.1.1.1 EM DECORRÊNCIA DA ATIVIDADE EXERCIDA
3.4 QUALQUER
3.4.1 SUPORTE
3.4.2 NATUREZA DE DOCUMENTOS
3.5 RAZÕES DA IMPORTÂNCIA DO ARQUIVO
3.5.1 RECONSTITUIÇÃO E PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA
3.5.2 APOIO ADMINISTRATIVO
3.5.3 FONTE DE INFORMAÇÃO
3.5.4 PESQUISA HISTÓRICA
3.6 FINALIDADE
3.6.1 GUARDA
3.6.2 PRESERVAÇÃO
3.6.3 CONSULTA
3.6.4 MARILENA LEITE PAES
3.6.4.1 “a principal finalidade dos arquivos é servir a administração, constituindo-se, com o decorrer do tempo, em base do conhecimento da história”. Destaca ainda que a “função básica do arquivo é tornar disponíveis as informações contidas no acervo documental sob sua guarda”.
3.7 ARQUIVO ESPECIAL
3.7.1 SUPORTE
3.8 ARQUIVO ESPECIALIZADO
3.8.1 NATUREZA DO ASSUNTO
3.8.1.1 EXTENSIVO
3.8.1.2 SIGILOSO
3.8.1.2.1 ULTRA SECRETO
3.8.1.2.1.1 25 ANOS
3.8.1.2.2 SECRETO
3.8.1.2.2.1 15 ANOS
3.8.1.2.3 RESERVADO
3.8.1.2.3.1 5 ANOS
3.9 TIPOS DE ACESSO
3.9.1 FRANQUEADO / OSTENSIVO
3.9.1.1 LIVRE ACESSO
3.9.2 RESTRITO
3.9.2.1 ACESSO LIMITADO
3.10 TEORIA DAS 3 IDADES
3.10.1 1ª IDADE/ CORRENTE

Annotations:

  • 1ª Idade;  Setorial;  Administrativo;  Ativo;  De movimento;  Em curso;  Núcleos de arquivo;  1ª Fase;  1º Ciclo.
3.10.2 2ª IDADE / INTERMEDIÁRIO

Annotations:

  • 2ª Idade;  Pré-arquivo;  Records Center;  Semi-ativo;  Limbo;  Purgatório;  Temporário;  Transitório;  2ª Fase;  2º Ciclo.
3.10.3 3 ª IDADE/PERMANENTE

Annotations:

  • 3ª Idade;  Histórico;  De Custódia;  Inativo/passivo;  Estático;  Definitivo;  Final;  3ª Fase;  3º Ciclo.
3.10.3.1 ATIVIDADES
3.10.3.1.1 ARRANJO

Annotations:

  • É a reunião e ordenação adequada dos documentos. O Arranjo é a ordenação dos documentos em fundos, a ordenação das séries dentro dos fundos, e, se necessário, dos itens documentais dentro das séries.
  • Segundo Marilena Leite Paes, no arquivo permanente, o arquivista não se interessa apenas pelo arranjo dos documentos dos setores, mas também dos documentos de outros órgãos que estão sob sua guarda. Dessa forma, o arquivista deve obedecer ao princípio da Proveniência, segundo o qual devem ser mantidos reunidos, num mesmo fundo, todos os documentos provenientes de uma mesma fonte geradora de arquivo. O princípio da Proveniência corresponde à expressão francesa respect des fonds, respeito aos fundos, que também é muito usada no Brasil. Regras para o arranjo dos documentos, segundo a Associação dos Arquivistas Holandeses  Todo conjunto deve ser metodicamente arranjado, em ordem de: procedência, data, número, assunto e nome.  O método de arranjo deve ser sempre baseado na organização primitiva, que corresponde à organização da entidade que produziu o arquivo.  No arranjo de um conjunto deve, portanto, ser estabelecida, tanto quanto possível, a ordem originária, ou seja, a ordem de arquivamento em que este conjunto era armazenado na instituição de origem. Só de depois de um levantamento poder-se-á julgar se é possível fazer qualquer alteração.  O arranjo original pode ser modificado de forma a corrigir desvios de estrutura geral do conjunto.  Documentos que depois de terem desaparecido de um conjunto a ele voltarem, podem reassumir o seu lugar, se ficar bem clara a sua origem.
3.10.3.1.2 DESCRIÇÃO E PUBLICAÇÃO

Annotations:

  • É a elaboração de instrumentos de pesquisa para identificar, rastrear, localizar dados, seja pela via sumária ou pela analítica, facilitando o acesso aos documentos e a divulgação do acervo. Além de tornar o acervo acessível, os instrumentos de pesquisa objetivam divulgar o conteúdo e as características dos documentos. Vários são os instrumentos de que pode dispor um arquivo.
3.10.3.1.3 CONSERVAÇÃO

Annotations:

  • São as medidas de proteção aos documentos e ao local de seu acondicionamento, visando impedir sua deterioração.
3.10.3.1.4 REFERÊNCIA

Annotations:

  • Estabelecer políticas de acesso aos documentos, essa é a função da atividade de Referência. Nessa atividade são realizados procedimentos no sentido de permitir o que pode ser consultado, e não permitir a consulta de informações com restrições.
4 LEGISLAÇÃO
4.1 LEI 8.159
4.2 DECRETO 4.173
5 DIFERENÇAS ENTRE BIBLIOTECA, ARQUIVO E MUSEU
Show full summary Hide full summary

Similar

Arquivologia (Conceitos Fundamentais)
Naiane Oliveira
Arquivologia (Conceitos Fundamentais)
camilla0012
Questões - Princípios da Arquivologia
Mariana Pereira
Princípios Arquivísticos
Ricardo Pereira
Arquivologia (3 Idades)
camilla0012
SESA → Técnico Administrativo
Bruno Rodrigues
PRESERVAÇÃO E CONSERVAÇÃO DOCUMENTAL
Marcelo Xavier
Arquivologia (gestão de documentos)
camilla0012
Arquivologia - Gênero Documental
Lígia Maia
Arquivologia I
Josinaldo Lopes
Arquivologia I
michelegraca