PMBOK - Capitulo 8 - GERENCIAMENTO DA QUALIDADE DO PROJETO

Diego Nassula
Mind Map by Diego Nassula, updated more than 1 year ago
Diego Nassula
Created by Diego Nassula over 3 years ago
245
1

Description

Mapa mental para apresentação

Resource summary

PMBOK - Capitulo 8 - GERENCIAMENTO DA QUALIDADE DO PROJETO
1 Processos envolvidos
1.1 Satisfação do cliente
1.1.1 Entender, avaliar, definir e gerenciar as expectativas para que os requisitos do cliente sejam atendidos. Para isso, é necessária uma combinação de conformidade com os requisitos (para garantir que o projeto produza o que ele foi criado para produzir) e adequação ao uso (o produto ou serviço deve atender às necessidades reais).
1.2 Prevenção ao invés de inspeção
1.2.1 A qualidade deve ser planejada, projetada e criada, e não inspecionada no gerenciamento do projeto ou nas entregas do projeto.
1.3 Melhoria contínua
1.3.1 O ciclo PDCA (planejar-fazer-verificar-agir) é a base para a melhoria da qualidade.
1.4 Responsabilidade da gerência
1.4.1 O sucesso exige a participação de todos os membros da equipe do projeto. Todavia, a alta direção, dentro dos seu escopo de responsabilidade pela qualidade, retém a responsabilidade pelo fornecimento dos recursos adequados, nas capacidades adequadas
2 Planejar o Gerenciamento da Qualidade
2.1 Entradas
2.1.1 Plano de Gerenciamento do Projeto
2.1.1.1 É usado para desenvolver o plano de gerenciamento da qualidade.
2.1.1.1.1 Linha de Base do Escopo
2.1.1.1.1.1 Especificação do Escopo do Projeto
2.1.1.1.1.1.1 A especificação do escopo do projeto contém a descrição do projeto, as principais entregas do projeto e os critérios de aceitação
2.1.1.1.1.2 Estrutura Analítica do Projeto (EAP)
2.1.1.1.1.2.1 A EAP identifica as entregas e os pacotes de trabalho usados para medir o desempenho do projeto
2.1.1.1.1.3 Dicionário da EAP
2.1.1.1.1.3.1 Define as informações detalhadas para os elementos da EAP
2.1.1.1.2 Linha de base do cronograma
2.1.1.1.2.1 A linha de base do cronograma documenta as medidas de desempenho de prazos aceitas, incluindo as datas de início e término
2.1.1.1.3 Linha de base dos custos
2.1.1.1.3.1 A linha de base dos custos documenta o intervalo de tempo aceito sendo usado para medir o desempenho dos custos
2.1.2 Registro das partes Interessadas
2.1.2.1 Identifica as partes interessadas que têm um interesse específico, ou um impacto na qualidade.
2.1.3 Registro dos Riscos
2.1.3.1 Contém informações sobre as ameaças e oportunidades que podem afetar os requisitos de qualidade.
2.1.4 Documentação dos Requisitos
2.1.4.1 Coleta os requisitos que o projeto cumprirá relativos às expectativas das partes interessadas.
2.1.5 Fatores Ambientais da empresa
2.1.5.1 Os fatores ambientais da empresa que influenciam o processo Planejar o gerenciamento da qualidade, sendo eles, regulamentações de órgãos governamentais; normas, padrões e diretrizes específicos da área de aplicação; condições de trabalho ou operacionais do projeto ou das suas entregas que podem afetar a qualidade do projeto; percepções culturais que podem influenciar as expectativas de qualidade.
2.1.6 Ativos de processos organizacionais
2.1.6.1 Os ativos de processos organizacionais que influenciam o processo Planejar o gerenciamento da qualidade incluem, procedimentos e diretrizes organizacionais de qualidade, bancos de dados históricos, lições aprendidas em fases ou projetos anteriores.
2.2 Ferramentas e Técnicas
2.2.1 Análise de Custo Benefício
2.2.1.1 Uma análise do custo-benefício para cada atividade de qualidade compara o custo da etapa de qualidade com o benefício esperado.
2.2.2 Custo de Qualidade
2.2.2.1 O custo da qualidade inclui todos os custos incorridos durante a vida do produto através de investimentos na prevenção do não-cumprimento dos requisitos, na avaliação do produto ou serviço quanto ao cumprimento dos requisitos, e ao não-cumprimento dos requisitos (retrabalho).
2.2.3 Ferramentas Básicas de Qualidade
2.2.3.1 Diagramas de causa e efeito, também conhecidos como diagramas de espinha de peixe ou diagramas de Ishikawa.
2.2.3.2 Fluxogramas, também chamados de mapas de processos, porque eles mostram a sequência de etapas e as possibilidades ramificadas existentes para um processo que transforma uma ou mais entradas em uma ou mais saídas.
2.2.3.3 Folhas de verificação também conhecidas como folhas de resultados que podem ser usadas como uma lista de verificação durante a coleta de dados.
2.2.3.4 Diagramas de Pareto são gráficos de barras verticais usados na identificação de algumas fontes críticas responsáveis pela maioria dos efeitos de um problema.
2.2.3.5 Histogramas são gráficos de barras usados para descrever a tendência central, o grau de dispersão e o formato de uma distribuição estatística.
2.2.3.6 Gráficos de controle são usados para determinar se um processo é estável ou se tem um desempenho previsível.
2.2.4 Benchmarking
2.2.4.1 Benchmarking envolve a comparação de práticas de projetos reais ou planejados com as de projetos comparáveis para identificar as melhores práticas, gerar idéias para melhorias e fornecer uma base para medir o desempenho.
2.2.5 Projeto de experimentos
2.2.5.1 O projeto de experimentos (DOE) é um método estatístico para identificar os fatores que podem influenciar variáveis específicas de um produto ou processo em desenvolvimento ou em produção.
2.2.6 Amostragem Estatística
2.2.6.1 A amostragem estatística envolve a escolha de parte de uma população de interesse para inspeção (por exemplo, selecionar aleatoriamente 10 desenhos de engenharia em uma lista de 75). A frequência e os tamanhos das amostras devem ser determinados durante o processo Planejar o gerenciamento da qualidade para que o custo da qualidade inclua o número de testes, descarte esperado, etc.
2.2.7 Ferramentas Adicionais
2.2.7.1 Brainstorming. Essa técnica é usada para gerar ideias
2.2.7.2 Análise do campo de força. Esses são diagramas das forças a favor e contra a mudança.
2.2.7.3 Técnica de grupo nominal. Essa técnica é usada para permitir que as idéias passem pelo brainstorming em pequenos grupos e depois sejam analisadas por um grupo maior.
2.2.7.4 Ferramentas de gerenciamento e controle da qualidade. Essas ferramentas são usadas para conectar e sequenciar as atividades identificadas.
2.2.8 Reuniãos
2.2.8.1 As equipes dos projetos fazem reuniões de planejamento para desenvolver o plano de gerenciamento da qualidade. Os participantes dessas reuniões podem incluir o gerente do projeto, o patrocinador do projeto, membros selecionados da equipe do projeto e das partes interessadas, qualquer pessoa com responsabilidade nas atividades de gerenciamento da qualidade do projeto, ou seja, nos processos Planejar o gerenciamento da qualidade, Realizar a garantia da qualidade ou Controlar a qualidade; e outras conforme necessário.
2.3 Saidas
2.3.1 Plano de Gerenciamento de Projeto
2.3.1.1 O plano de gerenciamento da qualidade é um componente do plano de gerenciamento do projeto que descreve como as políticas de qualidade de uma organização serão implementadas. Ele descreve como a equipe de gerenciamento do projeto planeja cumprir os requisitos de qualidade estabelecidos para o projeto.
2.3.2 Plano de melhorias no processo
2.3.2.1 O plano de melhorias no processo é um plano auxiliar ou componente do plano de gerenciamento do projeto (Seção 4.2.3.1). O plano de melhorias no processo detalha as etapas de análise dos processos de gerenciamento de projetos e desenvolvimento de produtos para identificar as atividades que aumentam o seu valor.
2.3.3 Métricas de Qualidade
2.3.3.1 Uma métrica da qualidade especificamente descreve um atributo de projeto ou produto e como o processo de controle da qualidade o medirá. A medição é um valor real. A tolerância define as variações aceitáveis na métrica.
2.3.4 Listas de verificação de qualidade
2.3.4.1 Uma lista de verificação é uma ferramenta estruturada, geralmente específica do componente, usada para verificar se um conjunto de etapas necessárias foi executado. Com base nos requisitos do projeto e nas práticas, as listas de verificação podem ser simples ou complexas.
Show full summary Hide full summary

Similar

História da informática
Renato Costa
QUESTIONÁRIO DE INFORMÁTICA: SISTEMAS OPERACIONAIS
anapaulabrasilam
Organização e Arquitetura de Computador
Rodrigo Gomes
ARQUITETURA DE COMPUTADORES
wesley.silva.ads
LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO I
ailtonmidias
Lógica de Programação- Dados
Gabriela Alves
Introdução à Lógica de Computação
Joselaine Frantz
FlashCard sobre Pensamento Computacional
Suéllen Martinelli
História da Computação - Anos 70 a 2000
valeriabarbosa67
Computação em Nuvem
Raquel Sales de Azevedo