Literatura -- Testes/Primeiro Bimestre

Giovana Figueiredo
Note by Giovana Figueiredo, updated more than 1 year ago
32
0
0

Description

é nóis

Resource summary

Page 1

— Temas

​​​​​​​Unidade 1 — capítulos 1, 2 e 5 — capítulo 1: o que é a literatura? — capítulo 2: gêneros do discurso. — capítulo 5: linguagem do trovadorismo. Conceito de arte e literatura

— Capítulo 1

Funções da Literatura:   — Hedonística: vem do grego "hedon" (belo);  autores retratando o belo, a escrito por prazer;   — Catártica: sentir empatia pelo personagem    - mimese: despertar sentimentos de terror e piedade    - catarse: se emocionar pelo conteúdo, torcer pelo personagem     O encontro do social e do dividual nas produções artísticas:   — social: local, contexto e meio.   — individual: religião, família e religião   — cada autor tem características diferentes, portanto, um olhar diferente sobre o mundo.   — os dois se relacionam dentro da literatura, onde o artista escreve o mundo por seus olhos, com suas experiências sociais e individuais próprias   Arte: reconstrução da realidade através do espírito do artista   Literatura: um tipo de arte realizada através de palavras   Movimento Literário: conjunto de textos que apresentam características comuns em determinado momento histórico   Por que estudamos Literatura na escola? pois, além de ter enorme importância na língua e na cultura de um país, é fundamental na construção e formação de jovens.

Page 2

— Capítulo 2

Gêneros do Discurso —> Gêneros Literários   — Agrupamento de textos com características em comum   — Esfera de Circulação: grupo social, o público alvo do texto   Gêneros Aristotélicos (Aristóteles+Platão) — Concepção Clássica   — Épico:  - Batalhas/Guerras/Mitologia  - poesia  - 3ª pessoa  - epopeia: poema do gênero  - sempre tem a presença de um herói: . Individual: o próprio herói . Coletivo:  todos aqueles que o herói representa   — Lírico:  - Subjetividade (sentimentos/emoções)  - 1ª pessoa (eu)  - poesia   — Dramático:   - Gênero do teatro  - Textos em forma de roteiro (de teatro)  - Fundo moralizante  - prosa  - Divididos em: . Tragédia: final triste . Comédia: crítica em forma de comédia . Tragicomédia: o meio entre dois   — Narrativo:    - romance . + longo, + personagens, + espaços, passagem de tempo longa    - novela . + curto, poucos personagens, espaço limitado    - conto . super curto, 1 ou 2 personagens, 1 único cenário   [ romance, novela e conto: quase iguais, diferentes penas pelo tamanho, tempo e espaço narrativo. ]    - crônica . gênero híbrido: literatura/jornalismo . leva a pensar, reflexivo . retirar algo da realidade ou algo comum a todos e levar para reflexão . irônico ou humorístico    - fábula . animais animados e com características humanas . destinado a crianças . procura passar uma moral    - apólogo . animais e/ou seres inanimados com características humanas . procura passar moral    - parábola . utilizado para moralizar adultos . ex: Bíblia    - anedota . piada . tem como objetivo provocar o riso    - lenda . regional, cultural e folclórico   [ anedota e lenda: contado oralmente primeiro, escrito depois. ]

Page 3

— Capítulo 5

Trovadorismo (±1189 - 1198)   — final do século 12   — Poesias (cantigas):    - mais destaque    - Satíricas (não entretinham a nobreza como as líricas): de escárnio ou de maldizer   . de escárnio: crítica indireta, linguagem trabalhada, ironia . de maldizer: crítica direta, linguagem agressiva, zombaria    - Líricas (que possuem um eu lírico): de amor ou de amigo   . de amor:  vassalagem amorosa; eu lírico masculino, sofrimento amoroso dele diante de uma mulher distante e idealizada . de amigo:  mulheres camponesas; autores homens; eu lírico feminino, lamento da moça cujo namorado partiu, amor natural, espontâneo     — Prosa    - Novelas de Cavalaria: . aventuras fantásticas de cavaleiros, batalhas sangrentas (em nome de Deus ou de uma donzela)    - Hogiografias: . objetivo catequético . relato de episódios da vida de santos    - Nobiliários: . genealogia das famílias nobras    - Cronicões:  . documentos que faziam mera ordenação de fatos históricos     — Trovadores:    - os autores do trovadorismo    - cavaleiros: casta mais baixa da nobreza feudal, mas ainda nobreza    - entretinham a nobreza     — Paralelismos na cantiga: tinha como objetivo ser mais facilmente decorado pela população, que era analfabeta    - 3º verso (refrão) sempre igual    - par de estrofes: 2 estrofes quase iguais, repetição quase total de um verso  

 - leixa-pren: o segundo verso de uma estrofe e repeti-lo em outra posição

— Amor Cortêz:    - uma mensagem endereçada à mulher amada ou um monólogo sobre o estado de espírito do trovador apaixonado    - regras: .submissão absoluta à dama .vassalagem humilde e paciente .promessa de honrar e servir a dama com fidelidade .prudência ara não abalar a reputação da dama .a amada é a mulher mais bela .pela amada o trovador abriria mão de tudo     — Sociedade Feudal:    - 3 grupos: . clero e nobreza: classes superiores . camponeses: trabalhadores; prestavam serviço as classes superiores em troca de salvação e proteção militar    - A mulher era considerada uma ameaça à paz familiar pois ela poderia levar a família a verdadeira vergonha, era considerada mais fraca que os homens e mais inclinadas ao pecado    - A Igreja era a maior proprietária de terras no período feudal pois as pessoas sempre doavam terra para a mesma em troca da salvação

Show full summary Hide full summary

Similar

Gêneros Literários
Larissa Borela
Características do Trovadorismo
gvitoriaaraujp12
TROVADORISMO
Denise Teófilo
Literatura Brasileira
Alessandra S.
Períodos literários brasileiros
GoConqr suporte .
Literatura - Escolas Literárias
Amanda Destro
RESUMO DE LITERATURA (PARTE 1)
Ana Luiza Polett
LITERATURA: ROMANTISMO (INTRODUÇÃO)
jhonathannicolas
Quinhentismo
Isadora Borges
Mapa conceitual - Parnasianismo no Brasil
Letícia Freato
MODERNISMO NO BRASIL
Carlos Moreira