Biologia — Provas/3º Bimestre

Giovana Figueiredo
Note by Giovana Figueiredo, updated more than 1 year ago
Giovana Figueiredo
Created by Giovana Figueiredo about 3 years ago
31
1

Description

.

Resource summary

Page 1

— Temas

Reprodução   Desenvolvimento Embrionário nos Animais

— Reprodução

Reprodução Assexuada: apenas um organismo participa e seus descendentes são clones gerados por mitose.  — Nos organismos unicelulares: ocorre por Divisão Binária, também chamada de Bipartição.  —  Também pode ocorrer por Laceração (ou Fragmentação), em que o corpo parte-se em dois ou mais pedaços e cada pedaço regenera por mitose, formando outro indivíduo inteiro.  — Ou por Brotamento, em que nascem brotos ao longo da superfície do organismo que futuramente darão origem a um novo indivíduo adulto, que pode tanto continuar fixado no organismo que o originou, criando colônias, quanto se desprender do mesmo e crescer isoladamente.   Reprodução Sexuada: se caracteriza pela formação de gametas (gametogênese) e pela fertilização; está envolvido na mesma dois indivíduos, cada um contribuindo com um gameta.  —  A união desses dois gametas produzem uma célula-ovo, que, por meio da mitose, forma um novo indivíduo;  — Espermatozoides: gameta masculino, pequeno e móvel.  —  Óvulos: gameta feminino, grande e imóvel.  — Gametogênese: ocorre nas Glândulas Sexuais (ou Gônadas); os Espermatozoides são produzidos pela Espermatogênese nos Testículos;  os Óvulos são produzidos pela Ovulogênese nos Ovários.  — Espermatogênese: possui quatro fases, a multiplicação, o crescimento, a maturação e a especialização.  — Ovulogênese: possui três fases, a multiplicação, o crescimento e a maturação.  — Vantagem da Reprodução Sexuada: além de serem produzidos uma grande quantidade de indivíduos em um curto período de tempo, ela apresenta indivíduos geneticamente diferentes, o que provoca uma maior resistência e menos chances de doenças hereditárias.   Espermatogênese:   — É o processo de divisão e diferenciação celular que torna possível a formação dos espermatozoides.  — Multiplicação: começa no testículo do embrião como células germinativas primordiais, onde depois se multiplicam e originam espermatogônias, que, na puberdade do indivíduo, dividem-se por mitose, aumentando de número em um processo que dura toda a vida.  — Crescimento: enquanto uma parte das espermatogônias continuam se multiplicando, outras entram no período de crescimento e se tornam espermatócitos primários.  — Maturação: é quando os espermatócitos primários sofrem a primeira divisão da meiose e originam duas células haploides, os espermatócitos secundários, que por sua vez sofrem uma segunda divisão da meiose, formando quatro células haploides, as espermátides.  — Especialização: é quando os espermátides param de se dividir e começam a se transformar em espermatozoides, ou seja, quando perdem grande parte do citoplasma e desenvolvem uma cauda que tem como objetivo permitir que o espermatozoide desloque-se em direção ao óvulo. O espermatozoide é composto por uma cauda, peça intermediária e a cabeça.   Fecundação: é a penetração do espermatozoide no óvulo e a união dos núcleos dos dois gametas.  — Os espermatozoides só penetram óvulos de sua mesma espécie por conta da presença de proteínas na membrana dos gametas que se encaixam umas nas outras.   Fecundação Externa:  — O encontro dos gametas masculinos e femininos ocorre fora do corpo.  — A quantidade de gameta produzido é significativa, porém compensa a grande perda, já que só uma parte dos óvulos serão fecundados.   Fecundação Interna:  — Os espermatozoides são lançados dentro do sistema genital feminino, ou seja, o encontro de gametas ocorre dentro do corpo da fêmea.  — Importante adaptação a vida terrestre, pois impede a desidratação dos gametas e permite economia no número de óvulos.   Determinação do Sexo:  — Se dá pelos Cromossomos Sexuais ou os Heterocromossomos, homens sendo XY e mulheres XX.     Reprodução Humana:  — Glândulas Endócrinas: responsáveis por jogar hormônios direto na corrente sanguínea.   Sistema Genital Masculino:  — Ducto Deferente, Bexiga, Ureter, Glândula Seminal, Próstata, Glândula Bulbouretral,  Epidídimo, Testículo, Escroto, Pênis, Uretra, Reto.

Sistema Genital Feminino:  — Interno: Tuba Uterina, Ovário, Útero, Bexiga, Uretra, Vagina, Ânus, Reto.  — Externo: Lábios Maiores, Lábios Menores, Clitóris, Abertura da Uretra, Hímen, Orifício Vaginal.   Período Fértil:  — Se dá a partir da ovulação, que ocorre de 13 a 15 dias antes da próxima menstruação.   Produção de HCG: o hormônio é produzido pela placenta.   Métodos Contraceptivos: ajudam a evitar gravidezes indesejadas.  — Únicos que também protegem o indivíduo de DST's: camisinha e abstinência sexual.   Métodos Anticoncepcionais:  — Pílula Anticoncepcional: uma mistura de hormônios que inibem o aumento de LH (responsável pela ovulação) e podem ser injetadas na veia ou tomadas em forma de pílula.   Técnicas de Esterilização:  — Vasectomia: procedimento cirúrgico que interrompe o canal por onde os espermatozoides passam para se juntar a esperma, deixando o homem estéril.  — Laqueadura: procedimento cirúrgico que interrompe as trompas para anticoncepção definitiva., não deixando mais os óvulos passarem para o útero, onde seriam fecundados.   Desenvolvimento Direto x Desenvolvimento Indireto:  — A diferença entre os dois é que no desenvolvimento direto não há fase larval e no indireto há.   Vivíparos x Ovíparos x Ovovivíparos:  — O embrião desenvolve-se dentro da fêmea, absorvendo todo o alimento e o oxigênio diretamente do sangue da  mesma, tendo total dependência da mãe.  — O embrião desenvolve-se dentro do ovo, que depois de formado é eliminado pela fêmea e sobrevive à custa de suas reservas nutritivas.  — O embrião desenvolve-se no interior da fêmea, porém, dentro de um ovo, que contém todas as reservas nutritivas que o indivíduo precisará.   Importância do Leite Materno:  — É bom tanto para o bebê, já que diminui as probabilidades de algum tipo de infecção e contém os primeiros anticorpos do mesmo, que o protege de doenças, quanto para a mãe, já que ajuda o útero a votar ao tamanho normal e diminui as probabilidades de câncer de mama.   Formação de Gêmeos Idênticos:  — Formam-se de um único óvulo fecundado por um único espermatozoide, porém, que o vitelo formou um ou mais embriões.   Células-Tronco:  — São encontradas em embriões no início do desenvolvimento, no cordão umbilical e em alguns tecidos adultos. São muito importantes pois podem ser usados contra doenças do sistema nervoso.

Show full summary Hide full summary

Similar

Evolução Biológica: os mecanismos. A formação de novas espécies I
Bruno Fernandes3682
Sistemas do Corpo Humano
GoConqr suporte .
2a Lei de Mendel
Andrea Barreto M. Da Poça
Sistema Respiratório - Biologia
GoConqr suporte .
A Célula
Nathalia - GoConqr
Glossário de Biologia
GoConqr suporte .
Quiz Sobre Genética
Marerodrigues
Exercícios- Tipos de Reprodução
Andrea Barreto M. Da Poça
Ecologia I
kyungsos
Cap. 01 - Sistemática e Classificação Biológica
renpv