Proteínas

Gabriella Pinto Custódia
Mind Map by Gabriella Pinto Custódia, updated more than 1 year ago
Gabriella Pinto Custódia
Created by Gabriella Pinto Custódia almost 3 years ago
17
0

Description

Conteúdo do Grau A 2019/1 - Bioquímica dos alimentos

Resource summary

Proteínas
  1. Aminoácidos
    1. Ligações peptidícas
      1. Grupo Carboxila, Grupo amina, cadeia lateral R (de dimensão e características variáveis) ligados a um carbono saturado
          1. O grupamento R é o responsável pela polaridade da molécula
            1. Nos mamíferos todos os aas são levógenos (L)
              1. Grupo amino está para a esquerda
                1. Grupo carboxílico no topo das estruturas
            2. Classificação quanto ao destino no metabolismo
              1. Glicogênicos - podem ser transformados em glicose
                1. Alanina, arginina, metionina, cisteína, cistina, histidina,treonina e valina.
                2. Cetogênicos - podem se transformar em corpos cetônicos
                  1. Leucina e Lisina
                  2. Glicocetogênicos - podem se transformar em glicose ou em corpos cetônicos
                    1. fenilalanina,tirosina,triptofano, isoleucina
                3. Estrutura
                    1. Desnaturação
                      1. Processo importante para a absorvição de proteínas. EXEMPLO: cozimento
                        1. Fatores causadores
                          1. PH, Agitação, Agentes oxidantes, cozimento
                        1. Funções das proteínas
                          1. Catalizadoras
                            1. ENZIMAS
                            2. Elementos estruturais
                              1. COLÁGENO
                              2. Sistemas contrateis
                                1. MIOSINA
                                2. Armazenamento
                                  1. FERRITINA
                                  2. Transporte
                                    1. HEMOGLOBINA
                                    2. Hormônio
                                      1. INSULINA
                                      2. Anti Infecciosa
                                        1. IMOGLUBINA
                                        2. Nutricional
                                          1. CASEÍNA
                                          2. Agentes Protetores
                                          3. 17% do peso corporal
                                            1. Proteínas são polímeros complexos compostos por aminoácidos (aa) unidos entre si
                                              1. OS NOMES DOS AAS RECEBEM ABREVIATURAS DE 1 OU 3 LETRAS
                                                1. EX. Alanina (Ala/A), Leucina (Leu/L), Fenilalanina (Phe/F)
                                                2. Classificação
                                                  1. Essenciais
                                                    1. Arginina* Histidina Lisina Metionina Fenilalanina Treonina Triptofano Isoleucina Leucina Valina
                                                      1. * Arginina – não necessária para o adulto, mas necessária para o crescimento.
                                                      2. organismo não pode produzir → oferecidos pela dieta
                                                      3. Não Essenciais
                                                        1. Alanina Asparagina Aspartato Cisteína Glutamato Glutamina Glicina Prolina Serina Tirosina
                                                          1. produzidos pelo organismo
                                                          2. Condicionalmente essenciais
                                                            1. em algumas situações clínicas, ocorre o aumento dos seus requerimentos, como sua q de não é suficiente p/ atender a demanda, tornam-se condicionalmente essenciais.
                                                          3. síntese proteica
                                                            1. é o mecanismo de produção de proteínas determinado pelo DNA, que acontece em duas fases chamadas transcrição e tradução.
                                                              1. a síntese proteica adequada é necessário tanto os AA essenciais como os não-essenciais.
                                                                1. Além da síntese proteica, quase todos AA têm certas funções específicas no organismo. EX:
                                                                  1. TRIPTOFANO
                                                                    1. precursor da niacina (B3 ) e do neurotransmissor serotonina
                                                                    2. METIONINA
                                                                      1. síntese de carnitina, precursor da cisteína.
                                                                      2. FENILALANINA
                                                                        1. Precursor da tirosina (tiroxina e epinefrina) e da melanina
                                                                        2. ARGININA
                                                                          1. Síntese de ureia no fígado.
                                                                          2. HISTIDINA
                                                                            1. Histamina.
                                                                            2. ARGININA+GLICINA+METIONINA = CREATININA
                                                                              1. Fosfato de creatina (reservatório de energia muscular).
                                                                              2. GLUTAMINA
                                                                                1. Nutrição de enterócitos e células do SI, integridade da mucosa intestinal
                                                                            3. ENZIMAS
                                                                              1. são grupos de substâncias orgânicas de natureza normalmente proteica, com atividade intra ou extracelular que têm funções catalisadoras, catalisando reações químicas
                                                                                1. em geral, fornecem:
                                                                                  1. Controle de velocidade;
                                                                                    1. Especificidade;
                                                                                      1. Regulação para as reações no corpo
                                                                                  2. As atividades específicas das enzimas variam largamente entre tecidos, dependendo da função metabólica do tecido.
                                                                                    1. SÍTIO ATIVO
                                                                                      1. Para catalisar uma reação química, a enzima forma um complexo enzima-substrato no seu sítio catalítico ativo.
                                                                                        1. O sítio ativo em geral é uma fenda ou fissura na enzima formada por 1 ou + regiões de cadeia polipeptídica.
                                                                                          1. Dentro do sítio ativo, co-fatores e grupos funcionais da cadeia polipeptídica participam na transformação das moléculas ligadas do substrato em produto.
                                                                                          2. ISOENZIMAS OU ISOZIMAS
                                                                                            1. Cada enzima em geral catalisa 1 reação bioquímica específica.
                                                                                              1. São enzimas que catalisam a mesma reação, mas que diferem na sua estrutura primária e/ou na composição de suas subunidades.
                                                                                                1. Agem em tecidos diferentes, porém no mesmo substrato
                                                                                                  1. Exemplo: LDH (lactato desidrogenase)
                                                                                                    1. Tipo M : tecidos anaeróbicos (músculo esquelético e fígado)
                                                                                                      1. Tipo H : tecidos aeróbicos (músculo cardíaco)
                                                                                                    2. A diferença de E entre o substrato e o complexo de estado transitório é chamada de energia de transição.
                                                                                                      1. As enzimas aumentam a velocidade da reação, e diminui a E de ativação.
                                                                                                        1. GRUPOS FUNCIONAIS NA CATÁLISE
                                                                                                          1. Algumas enzimas dependem, para atuarem, da presença de co-fatores que fornecem um grupo funcional com:
                                                                                                            1. o tamanho;
                                                                                                              1. a forma;
                                                                                                                1. as propriedades certas.
                                                                                                                  1. Os co-fatores são compostos não-protéicos que participam no processo catalítico.
                                                                                                                  2. Eles em geral são divididos em 3 categorias:
                                                                                                                    1. Coenzimas;
                                                                                                                      1. As coenzimas são complexos de moléculas orgânicas não-protéicas que participam na catálise fornecendo grupos funcionais, muito semelhantes às cadeias laterais dos aas.
                                                                                                                        1. Nos humanos, em geral (mas não sempre) elas são sintetizadas a partir de vitaminas.
                                                                                                                      2. Íons metálicos (Fe2+, Mg2+ ou Zn2+);
                                                                                                                        1. Coenzimas metálicas (similares ao Fe2+ - heme na hemoglobina).
                                                                                                                      3. INIBIDORES
                                                                                                                        1. Inibidores são compostos que diminuem a velocidade de uma reação enzimática.
                                                                                                                          1. Os mecanismos de inibição se baseiam em mimetizar ou participar em uma etapa da reação catalítica.
                                                                                                                          2. INIBIDORES COVALENTES
                                                                                                                            1. Os inibidores covalentes formam ligações covalentes ou ligações extremamente fortes com grupos funcionais no sítio catalítico ativo.
                                                                                                                              1. Esses grupos funcionais são ativados por suas interações com outros resíduos de aas e, portanto, é muito + provável que sejam alvo de fármacos e toxinas do que resíduos de aas fora do sítio ativo.
                                                                                                                          Show full summary Hide full summary

                                                                                                                          Similar

                                                                                                                          Proteínas
                                                                                                                          nathalia cruz
                                                                                                                          PROTEÍNAS
                                                                                                                          Carolinne Neves
                                                                                                                          Células
                                                                                                                          valindia
                                                                                                                          Proteínas
                                                                                                                          Sofia Yaki Novaes
                                                                                                                          Composição química dos seres vivos: Água e Sais Minerais
                                                                                                                          Fanatiks Spn
                                                                                                                          prova biologia
                                                                                                                          luisa Rouxinol
                                                                                                                          Proteínas.
                                                                                                                          Ana Lucelha
                                                                                                                          Biomoléculas
                                                                                                                          Francislene Reis
                                                                                                                          Aminoácidos, peptídeos e proteínas
                                                                                                                          amanda de oliveira
                                                                                                                          Universo Celular
                                                                                                                          Amanda Giesel