Psicodinâmicas

Ana Carol Braga
Mind Map by Ana Carol Braga, updated more than 1 year ago
Ana Carol Braga
Created by Ana Carol Braga over 6 years ago
99
2

Description

Teoria da Personalidade Mind Map on Psicodinâmicas, created by Ana Carol Braga on 08/26/2013.
Tags

Resource summary

Psicodinâmicas
1 Freud Psicanálise
1.1 Estrutura
1.1.1 1ª Topica
1.1.1.1 CS
1.1.1.2 Pcs
1.1.1.3 Ics
1.1.2 2ª Topica
1.1.2.1 Id
1.1.2.2 Ego
1.1.2.3 Superego
1.2 Personalidade

Annotations:

  • Desenvolve em resposta a tensão. Reduzir a tensão.
1.2.1 Tensão
1.2.1.1 Processo de crescimento fisiologico
1.2.1.2 Frustrações
1.2.1.3 Conflitos
1.2.1.4 Ameaças
1.3 Desenvolvimento Psicossexual
1.3.1 Oral
1.3.2 Anal
1.3.3 Fálica
1.3.4 Latência
1.3.5 Genital
1.3.6 Sexualidade
1.3.7 Libido
1.4 Mecanismo de Defesa
1.4.1 Repressão
1.4.2 Negação
1.4.3 Projeção
1.4.4 Formação Reativa
1.4.5 Deslocamento
1.4.6 Racionalização
2 Jung Psicologia Analitica
2.1 Estrutura
2.1.1 Psique

Annotations:

  • Personalidade como um todo, sentimentos, pensamentos e comportamentos.
  • Adapta e regula o indivíduo ao ambiente social e físico
2.1.1.1 Cs
2.1.1.1.1 Ego

Annotations:

  • organiza a mente Cs. Centro da CS
  • percepções cs, recordações, pensamentos e sentimentos.
2.1.1.2 Ics Pessoal

Annotations:

  • Registradas todas as experiências que não foram aceitas pelo Ego
  • Experiências reprimidas, suprimidas, esquecidas ou ignoradas
2.1.1.2.1 Anima
2.1.1.2.2 Animus
2.1.1.2.3 Sombra

Annotations:

  • característica
2.1.1.2.3.1 Comportamentos indesejáveis
2.1.1.2.4 Self

Annotations:

  • Fator interno de orientação. Sonhos, mandalas, cristal
  • Abarca tanto o Cs quanto ics. Ponto central da psique do individuo.
2.1.1.2.4.1 Sonhos, mandala, cristal. Símbolos da totalidade.

Annotations:

  • envia os símbolos a cs para que possam ser interpretados e revelados. Ampliar a cs de si mesmo, para o desenvolvimento psicológico total.
2.1.1.3 Ics Coletivo

Annotations:

  • Conjunto de padrões psíquicos específicos herdados por todos os membros da espécie humana. Independe da experiência humana, mas a expressão dele ocorre apenas frente a situações específicas ao longo da vida
2.1.1.3.1 Arquétipos

Annotations:

  • Inatos, mas dependerá da experiências individuais para serem ativados
2.1.2 Cs Coletiva

Annotations:

  • Meio social, no qual interagimos
2.1.3 Persona

Annotations:

  • Papeis sociais aprendidos
2.1.4 Individuação

Annotations:

  • Desenvolvimento da personalidade rumo a cs plena, pois existe no ser humano fator interno de auto-orientação que organiza e integra os níveis e sistemas.
  • Atingir o conhecimento profundo de que todos esses níveis da psique são um mesmo todo
2.2 Tipos Psicologicos

Annotations:

  • parte da psique de todos os individuos
2.2.1 Atitudes

Annotations:

  • tendências temperamentais básicas. Uma Cs e outra Ics
2.2.1.1 Extroversão x introverção
2.2.2 Funções

Annotations:

  • onde a Cs processa as informações e interage com o mundo
2.2.2.1 Pensamentos x sentimentos

Annotations:

  • Pensamento: razão, procuram ser imparciais em seus julgamentos. Processos lógicos e formais.
  • Sentimento: Avaliadora, aceita ou rejeita. Julga. preocupa-se com a harmonia do ambiente.
2.2.2.1.1 Racionais
2.2.2.2 Sensação x intuição

Annotations:

  • Sensação: percepção sensorial. Aqui-agora, detalhes, das partes para o geral.
  • intuição: percepção por meio de processos ics e de conteúdos subliminares. Possibilidades futuras. Pressentimentos. Do geral para as partes.
2.2.2.2.1 Irracionais
3 Alfred Adler Psicologia Individual

Annotations:

  • Ênfase nos determinante sociais
3.1 Singularidade da personalidade. Estilo de vida distintivo
3.2 CS o centro da personalidade e sua psicologia é orientada para o EGO

Annotations:

  • Os seres humanos são seres Cs, geralmente cientes das razões de seus comportamentos e que sabem sobre suas fraquezas e metas, sendo capazes de planejar e orientar suas ações com Cs da importância para sua autorrealização
3.3 Interesse Social - Inato
3.4 Self Criativo

Annotations:

  • Self = A causa do comportamento, impulsionando o individuo a buscar experiências relevantes para o desenvolvimento de seu estilo individual
  • Self criativo= Afirma que os humanos constroem sua própria personalidade a partir da base hereditária e das experiências.
3.4.1 Os humanos constroem própria personalidade
3.5 Estilo de vida 4-5 anos
3.5.1 Compensação de uma inferioridade particular
3.6 Protesto Masculino

Annotations:

  • Luta interior para combater a dependência emocional, construir autonomia e obter superioridade
3.6.1 Busca de Superioridade
3.6.1.1 Direcionamento inato
3.7 Entrada para vida mental
3.7.1 Ordem de nascimento

Annotations:

  • As personalidades de filho mais velho, do filho do meio e do caçula em uma mesma família tendem a ser bastante distintas. Considera o ambiente não compartilhados
3.7.2 Experiências da Infância
3.7.2.1 Crianças com inferioridades

Annotations:

  • enfermidades físicas ou mentais tornam as pessoas mais propensas a se sentirem-se inadequadas.
3.7.2.2 Crianças mimadas

Annotations:

  • As mais perigosa da sociedade, pois tendem a tornarem-se déspotas em busca da satisfação dos próprios desejos sem sentimentos sociais
3.7.2.3 Crianças negligenciadas

Annotations:

  • Estilo básico direcionado para a vingança, voltando-se contra a sociedade.
3.7.3 Memórias iniciais

Annotations:

  • Chave para compreender sei estilo de vida básico. Posturas e modelos de comportamento fixados como expectativas diante da vida.
3.8 Temperamento
3.8.1 Dominante/Governante

Annotations:

  • Pessoas com muita atividade, enérgicas, mas pouco interesse social. Tentam lidar com os problemas, dominando-os. Apresentam certo nível de agressividade, tirania e dominação
3.8.2 Obtentor/dependente

Annotations:

  • Tipo mais frequente, refere-se a pessoas sensíveis, que se acomodam em uma concha existencial para se protegerem dos eventos externos.
  • Baixo nível de energia, são cronicamente cansados, pouco dispostos e esperam que os outros lhe forneçam tudo aquilo de precisam.
3.8.3 Evitante

Annotations:

  • Afasta do contato direto com os outros e com as circunstâncias. Evitam o sentimento de derrota, fugindo do enfrentamento dos problemas.
  • Níveis baixos de energia e são predominantemente tristes
3.8.4 Social útil

Annotations:

  • indivíduos saudáveis, que apresentam interesse social e energia, atléticas e vigorosas.
4 Erik Erikson Psicossocial do Desenvolvimento

Annotations:

  • A formação da personalidade é continua e que , em todas as faixas etárias, existem crises características que devem ser superadas para a adequada adaptação a vida social
4.1 Desenvolvimento Psicossocial

Annotations:

  • Crises psicossociais que devem ser superadas.
4.1.1 Estágios de vida

Annotations:

  • São formados pela interação entre as influências sociais e o organismo em constante maturação física e psicológica.
4.1.1.1 0-1 Confiança básica x Desconfiança
4.1.1.2 0-2 Autonomia x Dúvida/Vergonha
4.1.1.3 3-5 Iniciativas x culpa
4.1.1.4 6-11 Competência x Inferioridade
4.1.1.5 12-19 Identidade x Confusão de Identidade
4.1.1.6 20-25 Intimidade x Isolamento
4.1.1.7 26-64 Generatividade x Estagnação
4.1.1.8 65 Integridade X Desespero
5 Melanie Klein Psicanalista infantil

Annotations:

  • o superego procede o complexo de Édipo promove seu desenvolvimento.
  • Desde os 2 anos e meio já manifestam ansiedades e fantasias edípicas, bem como verificou que as tendências pre-genitais e genitais parecem fazer parte das ansiedades edipianas desde as idades iniciais.
  • Pressuposto: Existência de um mundo interno, formado a partir das percepções do mundo externo, realçando com as ansiedades do mundo interno
5.1 Fantasia

Annotations:

  • representante psíquico ou o correlato mental dos instintos.
  • um instinto não pode ser representado de outra forma senão por uma ideia e as ideias que representam os instintos seriam as fantasias primitivas originais.
  • O ego, a partir do nascimento, é impulsionado pelos instintos e pela ansiedade de formar relações de objetos na fantasia e na realidade.
  • As crianças pequenas, incitadas pela ansiedade, estão constantemente tentando dividir seus objetos e seus sentimentos, e tentando reter sentimento bons e introjetar objetos bons, ao passo que expelem objetos maus e projetam sentimentos sentimentos maus.
5.2 Seio

Annotations:

  • Defesa é a clivagem
  • conclusão: é possível amar e odiar o mesmo objeto, sem medo de destruí-lo
5.2.1 Bom Self

Annotations:

  • de a zero a seis meses de idade
5.2.1.1 Amamenta
5.2.1.2 Posição depressiva

Annotations:

  • bebe adquire a capacidade de amar e respeitar os objetos como distintos e separados dele
5.2.2 Mal
5.2.2.1 Ausenta-se
5.2.2.2 Posição Esquiziparanoide

Annotations:

  • O desenvolvimento do eu é definido pelos processos de introjeção e projeção
5.2.2.2.1 Ansiedade percecutoria

Annotations:

  • A meta da criança nessa fase é de possuir o objeto bem e introjeta-lo, como também de projetar o objeto mau para fora , a fim de evitar os impulsos destrutivos.
5.2.2.2.2 Ego primitivo

Annotations:

  • Capaz de experimentar ansiedade, de utilizar mecanismos de defesa e de estabelecer relações de objetos primitivas na fantasia e na realidadeCapaz de experimentar ansiedade, de utilizar mecanismos de defesa e de estabelecer relações de objetos primitivas na fantasia e na realidade
5.2.3 Defesa: Clivagem
6 Karen Horney Neurofreudiano

Annotations:

  • Discorda do freud: Condições culturais para neurose. Femina não é a falto do pênis, mas ênfase exagerada no relacionamento amoroso e na falta de autoconfiança
6.1 Tendências Neuroticas

Annotations:

  • Somatório de experiência da infância é responsável pelo desenvolvimento neurótico
  • As pessoas internalizam estereótipos culturais negativos na forma de ansiedade básica e conflitos internos.
  • Junção entre condições ambientais desfavoráveis e sentimentos conflitantes ics que geram na criança um senso de desconforto, apreensão, ansiedade
  • são compreendidas como o resultado de enrijecimento dos padrões de comportamento e crescentes bloqueios ao crescimento
6.1.1 Self inseguro
6.1.2 Ansiedade Básica

Annotations:

  • Temor da criança em estar sozinha e desemparada em um mundo possivelmente hostil
6.1.2.1 Desamparo
6.1.2.2 Isolamento
6.1.2.3 Hostilidade
6.1.3 Mal Básico
6.1.3.1 hostilidade básica
6.2 Agressão não é inata
6.3 Narcisismo é autoinfalção
6.4 Desev. Personalidade
6.4.1 Self real e duradouro
6.4.2 Autorrealização
6.4.2.1 Em direção aos outros, a expressão de amor e confiança
6.4.2.2 Contra os outros, para a expressão de oposição saudável
6.4.2.3 Para longe dos outros, em direção à autossuficência
6.5 Necessidades Neuróticas

Annotations:

  • São irrealistas e estão na origem dos conflitos internos.
6.5.1 Afeição e Aprovação
6.5.2 Parceiro que assuma a vida da pessoa
6.5.3 Restringir sua vida a limites estreitos
6.5.4 Poder
6.5.5 Explorar os outros
6.5.6 Prestígio
6.5.7 Admiração pessoal
6.5.8 Realização pessoal
6.5.9 Autossuficiência e independência
6.5.10 Perfeição e não vulnerabilidade
6.6 Tipo de Caráter
6.6.1 Self- apegado
6.6.1.1 Desamaparo
6.6.2 Expansivo
6.6.2.1 hostilidade
Show full summary Hide full summary

Similar

Personalidade
thays coelho
Abordagens de traços Ênfase na Estrutura da Personalidade
Ana Carol Braga
Personalidade
Ana Carol Braga
Comportamentais/Sociocognitivas Apredizagem
Ana Carol Braga
To Kill a Mockingbird- Quotes for Scout (Jean Louise)
poppysullivan0
Biology 1 Keeping Healthy Core GCSE
Chloe Roberts
Marketing - Business Studies
me3zer
Memory: AS Psychology
rae_olamide_xo
Simple Present Tense (Test)
Onur Kalafat
Treaty of Versailles (1919)
Inez Simpson
Philosophy - p1
Temirlan Shablin