Comunidades, Redes e Grupos

Nelson Soares
Mind Map by , created over 5 years ago

Mind Map on Comunidades, Redes e Grupos, created by Nelson Soares on 05/11/2014.

104
1
0
Tags No tags specified
Nelson Soares
Created by Nelson Soares over 5 years ago
untitled 2
lola_smily
Guia rápido: Bem-vindo a GoConqr
miminoma
GCSE REVISION TIMETABLE
neharaniga
Study Tips to Improve your Learning
miminoma
Teaching Methods Every Educator Should Know
Micheal Heffernan
Waves
kate.siena
A2 Organic Chemistry - Reactions
yannycollins
GCSE REVISION TIMETABLE
gracemiddleton
Unit 2 flashcards
C R
GCSE REVISION TIMETABLE
rebekahanne11
Comunidades, Redes e Grupos
1 Texto 1
1.1 Redes e Educação: a surpreendente riqueza de um conceito (António Figueiredo, 2002)
1.1.1 2. Comunidades e contextos
1.1.1.1 Elearning:"O futuro está nos conteúdos"
1.1.1.1.1 A complementaridade entre conteúdos e contextos
1.1.1.1.1.1 A aprendizagem individual e coletiva é construída
1.1.1.1.1.1.1 A pedagogia e as várias estratégias para a criação de conteúdos de aprendizagem
1.1.1.1.1.1.1.1 Simulações, dramatizações, diálogos socráticos, painéis de discussão, diálogos dirigidos, debates, questionamentos, narrações e audições de histórias, casos de estudo, resolução de problemas e projetos.
1.2 1. Metáforas para a escola
1.2.1 Metáfora da máquina
1.2.1.1 Taylor - A organização do trabalho
1.2.1.1.1 Escolas seguem modelo de perfeição mecanicista
1.2.1.1.1.1 Sociedade da Informação altera esta forma de agir
1.3 3. Criar comunidades de aprendizagem
1.3.1 Teorias sociais de aprendizagem (conciliação de tradições definida por Wenger, 1998)
1.3.1.1 1º Prática social, estrutura social, identidade e experiência situada
1.3.1.2 2º Estrutura social, poder, identidade, subjetividade, experiência situada, significado, prática social e coletividade
1.3.1.3 Quatro componentes da teoria social de aprendizagem: significado, prática, comunidade e identidade
1.3.1.3.1 Prática e significado
1.3.1.3.2 Prática e comunidade
1.3.1.3.3 Prática e identidade
1.3.1.3.4 Quatro dimensões para a concepção de comunidades de aprendizagem: participação/reificação; planeamento/emergência; localidade/globalidade; identificação/negociabilidade
1.3.1.4 Componentes da pertença: imaginação, empenhamento e alinhamento
1.3.1.5 Redes e educação: os desafios do elearning
2 Texto 2
2.1 Collectives, Networks and Groups in Social Software for E-learning (Dron & Anderson, 2008)
2.1.1 Grupos, redes e comunidades
2.1.1.1 Impacto do software social e das tecnologias web 2.0 no e-learning
2.1.1.1.1 Estratégias colaborativas de aprendizagem
2.1.1.1.1.1 Contexto formal/informal
2.1.1.2 Grupos
2.1.1.2.1 Estes são estruturados tendo em conta uma organização hierárquica. Exemplo: comunidades de interesse
2.1.1.3 Redes
2.1.1.3.1 Os seus membros associam-se perante interesses e vocações
2.1.1.4 Comunidades
2.1.1.4.1 De forma colaborativa alcançam bem sucedidos as aprendizagens
2.1.1.5 As implicações de ensinar e aprender
3 Texto 3
3.1 Social Networking Chapter (Terry Anderson, 2009)
3.1.1 Redes sociais
3.1.1.1 Termos de uso comum a partir de 2003
3.1.1.1.1 Permite que as pessoas conheçam, interajam, compartilhem ideias, artefactos digitais e interesses com os pares.
3.1.1.1.1.1 Exemplos: Facebook, Myspace, Linkedin e Second Life
3.1.1.1.1.1.1 Aprendizagem informal
3.1.1.1.1.1.2 Aprendizagem formal
3.1.1.1.1.1.2.1 Face-a-face, à distância e mista
3.1.1.1.1.2 Ferramentas de rede que permitem apoiar e incentivar a aprendizagem, através do face-a-face e interação online, mantendo controlo individual ao longo do tempo, espaço, presença, atividade e identidade
3.1.1.1.1.2.1 1. Pedagogia
3.1.1.1.1.2.1.1 Teorias de cognição sociais (Vygotsky, 1978)
3.1.1.1.1.2.1.1.1 Aprendizagem social (Bandura, 1977)
3.1.1.1.1.2.1.1.1.1 Construtivismo social (Burner, 1986)
3.1.1.1.1.2.1.1.1.1.1 Evolução do conectivismo (Siemens, 2005)
3.1.1.1.1.2.1.2 Teoria da complexidade (Horn, 2008)
3.1.1.1.1.2.1.2.1 Teorias de liberdade cooperativa (Paulsen, 2008)
3.1.1.1.1.2.1.2.1.1 Cada teoria reconhece o papel fundamental das novas tecnologias. Novas perspetivas ao longo do processo de aprendizagem.
3.1.1.1.1.2.1.2.1.1.1 Aplicações de rede
3.1.1.1.1.2.1.2.1.1.1.1 Blogues e wikis
3.1.1.1.1.2.1.3 Heutagogia (Hase & Kenyon, 2000)
3.1.1.1.1.2.2 2. Funções
3.1.1.1.1.2.2.1 Socializar (incentivar os alunos a conhecerem o trabalho dos outros), partilhar (capacidade de armazenar e organizar) e "sojourning" (aprendizagem colaborativa)
3.1.1.1.1.2.3 3. Desafios da utilização das redes sociais
3.1.1.1.1.2.3.1 Fácil acesso à Internet, ligações rápidas
3.1.1.1.1.2.3.1.1 Redes sociais desafiam alunos e professores a utilizarem ferramentas de aprendizagem e contextos
3.1.1.1.1.2.4 4. Utilizar as redes sociais de forma eficáz
3.1.1.1.1.2.4.1 Os educadores criam formas de ajudar os alunos a superarem desafios institucionais. Os alunos devem apoiar-se uns nos outros.
3.1.1.1.1.2.5 5. Recursos e outros apoios
3.1.1.1.1.2.5.1 A Internet agrega um conjunto de indivíduos, comunidades e recursos, mediante diferentes formatos, que podem ser utilizados para a aprendizagem dos alunos
3.1.1.1.1.2.5.1.1 a) comunidades educativas
3.1.1.1.1.2.5.1.1.1 b) recursos e ferramentas
3.1.1.1.1.2.5.1.1.1.1 c) edublogs
3.1.1.1.1.2.5.1.1.1.1.1 d) suporte educacional
3.1.1.1.1.2.5.1.1.1.1.1.1 e) delicious e diigo
3.1.1.1.1.2.5.1.1.1.1.1.1.1 f) second life em educação (SLED)
3.1.1.1.1.2.5.1.1.1.1.1.1.2 possibilitam as aprendizagens colaborativas
4 O trabalho Comunidades, Redes e Grupos de Nelson Soares está licenciado com uma licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.
5 Universidade Aberta, Portugal | Mestrado em Pedagogia do Elearning | UC 12093 Ambientes Virtuais de Aprendizagem | Professor Responsável: Doutora Lina Morgado | Aluno: Nelson Gonçalves Miguel Soares | Nº 1104429 | 15 de maio de 2014 | #avampel #mpel7
6 Referências bibliográficas: Anderson, T. (2009). Social Networking in Education. Disponível em: http://terrya.edublogs.org/2009/04/28/social-networking-chapter. Acedido em 14 de maio de 2014 | Dron & Anderson (2008). Collectives, Network and Groups in Social Software for e-Learning. Disponível em http://www.editlib.org/noaccess/26726. Acedido em 14 d emaio de 2014. | Figueiredo, A. D. (2002). Redes e Educação: a surpreendente riqueza de um conceito, in Conselho Nacional de Educação (2002), Redes de aprendizagem, Redes de conhecimento, Conselho Nacional de Educação, Ministério da Educação, Lisboa.