2- VL, VI, VTD, VTI, OD, OI, PIS, PA, Predicativo do suj e do obj, tipos de predicado

Daniele Braga
Note by , created over 2 years ago

*A transitividade verbal; os verbos de ligação e os tipos de predicado. * Os complementos verbais: o objeto direto e o objeto indireto; os objetos diretos preposicionado, interno ou cognato e pleonástico; o objeto indireto pleonástico; o predicativo do sujeito e o predicativo do objeto

698
7
0
Tags No tags specified
Daniele Braga
Created by Daniele Braga over 2 years ago
Family & Households
caryscallan
Ebola Virus Disease
rubyduggan
Villainy In Macbeth
Isaac Evans
Core HR Knowledge
jkim05
Contract Law
sherhui94
Population Vocbulary
ambika.dhir
Accounting Definitions
Tess Morris
OCR GATEWAY CHEMISTRY C1 TEST
Olivia Farrow
Cory & Manuel
cory.jones2010

Page 1

  VERBOS DE LIGAÇÃO Antes que se analisem os chamados verbos expressivos, é importante reconhecer os chamados verbos de ligação, verbos de natureza inexpressiva, cuja função é atribuir ao sujeito uma qualidade (predicativo do sujeito): As mulheres são compreensivas. (Predicativo) Os cães estavam tensos e raivosos. (Predicativo) Agora, tudo parece mais claro. (Predicativo)* O adjetivo só pode exercer 2 funções sintáticas , ou ele é um adjunto adnominal quando ele vem junto ao nome que se refere ou ele é um predicativo, quando ele vem separado do terno que se refere por um verbo ou uma vírgula.Principais verbos de ligação:       ser estar permanecer ficar tornar-se parecer continuar virar andar (esse andar é de "estar", não é o verbo andar de ação. Ex. A turma anda meio calada) viver cair. > Observe que, nos predicados formados com verbos de ligação, a principal informação a respeito do sujeito está contida no predicativo. Os verbos de ligação expressam:a) Estado permanente: Rebeca é magra.b) Estado Transitório: O aluno esteve quieto durante a palestra.c) Mudança de estado: O aluno tornou-se comportado.d) Continuidade de estado: O aluno permaneceu quieto.e) Estado aparente: Ela parece triste.                            

Page 2

Verbos de LigaçãoAtenção!!! * Eu posso ter um predicativo do sujeito sem o verbo de ligação.* O verbo de ligação nunca expressa uma ação (verbo de ação, são chamados de verbo expressivo).* Se aparecer um verbo de ligação, já pode classificar o predicado como predicado nominal.Armadilhas: O homem estava em seu quarto. *Se não houver predicativo, não haverá verbo de ligação. O cão latia furioso. * Verbo de ligação nunca se expressa ação. O cão era furioso. (verbo de ligação) O cão tornou-se furioso. (verbo de ligação)

Page 3

    DICA PARA CLASSIFICAR OS VERBOS:     ACHAR O VERBO ACHAR O SUJEITO SUJEITO + VERBO > ? Se o verbo for transitivo O quê? Quem? VTD   De Em A quê? VTI Com quem? Por * O objeto direto sempre vira O, A, OS, AS quando você o transforma em pronome. * O objeto indireto quando você transforma em pronome é só repetir a preposição e colocar ELE, ELAS, ELES ou ELAS. * O objeto indireto regido pela preposição A, tende a virar LHE. * Só existe 2 tipos de complementos verbais: objeto direto e objeto indireto.      

Page 4

Quando expressivos, atribuem-se aos verbos as seguintes classificações:I. Denomina-se INTRANSITIVO o verbo que não carece de um complemento verbal (objeto direto ou indireto): Diante da morte, o guerreiro sorri. O seu olhar, subitamente, anoiteceu.1- A lua surgiu. 2- O povo aguardava. * Aqui eu tenho 2 orações, porém só uma é frase.1- V. Intransitivo ( frase). 2- V. Transitivo, exige complemento verbal. (oração)* A oração tem que ter verbo, a frase tem que ter sentido.

Page 5

Quando expressivos, atribuem-se aos verbos as seguintes classificações:II. Denomina-se VERBO TRANSITIVO DIRETO (é o verbo que exige complemento verbal) o verbo que possui complemento não necessariamente preposicionado (objeto direto):O governador defendia suas ideias. Pessoas sábias evitam tolas discussões.O homem expôs suas idéiasVárias mentiras publicou o jornal.Observei ansioso a reação adversária. (eu)ATENÇÃO!!!! Só existe 2 tipos de complementos verbais: Objeto Direto e Objeto Indireto.DICA: (para quem confunde sujeito com od) Objeto direto sempre vira O, A, OS, AS (od 3° pessoa) quando você o transforma em pronome. Quando pospostos a verbos de terminação R, S ou Z, os pronomes O, A, OS, AS assumem as formas LO, LA, LOS, LAS. Quando pospostos a verbos de terminação M, ÃO ou ÕE, os pronomes O, A, OS, AS assumem as formas NO, NA, NOS, NAS. Ex: Ontem eu encontrei meu aluno/ Ontem eu o encontrei.Eu conheço os seus medos/ Eu os conheço.Fizeram a alteração. / Fizeram-naFizemos a alterações/ Fizemo-la.

Page 6

Quando expressivos, atribuem-se aos verbos as seguintes classificações:III. Denomina-se VERBO TRANSITIVO INDIRETO (é o verbo que exige complemento verbal) o verbo que possui um complemento preposicionado (objeto indireto):Este verbo necessita de um complemento.Poucas pessoas concordariam com aquele absurdo.HIPÉRBATO (inversão)De muitos recursos carecia a população / A população carecia de muitos recursos. A população carece de que? oi vti sujDe, é preposição, para saber se obj indireto, quando vc transforma em pronome, é só repetir a preposição e colocar ELE, ELA, ELES ou ELAS.A população carece deles.VOCATIVOEm tuas propostas, mestre, creem os humildes / Os humildes creem em tuas propostas. oi voc vti suj

Page 7

Quando expressivos, atribuem-se aos verbos as seguintes classificações:IV. Denomina-se VERBO TRANSITIVO DIRETO E INDIRETO o verbo que possui dois complementos verbais (OD e OI) O marido apresentou suas razões à esposa. O governo ofereceu recursos à comunidade.A velhinha ofereceu seu corpo flácido a todos os vizinhos.adn/suj vtdi od (o) oi (lhes) (a= preposição, todos = adn, os = adn)

Page 8

CUIDADO!!!!!!1) - Ocorram mudanças. O que é que ocorreu? v. intrans. suj Cuidado para não perguntar direto: O 1° passo é sempre achar o verbo, o 2° passo é achar o sujeito. Porque se não iria classificar errado: Ocorreram mudanças. O quê ocorreu? vtd odSurgiram mudançasV.intrans. sj

Page 9

CUIDADO!!!!!!2) - O objeto indireto sempre tem uma preposição, porém não quer dizer que tudo que tem preposição é objeto indireto.*Eu creio em Deussuj vti oi*Eu moro em Minas.suj v. intrans. adj adv de lugar Onde eu moro?*Recorri a prefeitura. Quem é que recorreu? ( eu) Recorreu a que? ( a prefeitura)vti oi* Fui a prefeitura. Eu fui aonde? V. intrans. / adj. adv. de lugar* Precisávamos de bons argumentos. ( Nós) vti oi* Vínhamos de uma região carente. (Nós) v. intrans. lugarO que torna o verbo intransitivo não é porque ele tem um adjunto adverbial de lugar. O que torna ele intransitivo é ele não ter objeto direto ou indireto.

Page 10

CUIDADO!!!PRONOME APASSIVADOR - PA3) - ***Finge que o se não esta na frase.(ele) Não se identificou o culpado. PA (pronome apassivador) vtd adn od Não = adj adv de negação se > quando se coloca o se numa oração que originalmente havia um objeto direto, o objeto direto deixará de ser objeto direto, ele passará a ser o sujeito da oração.Ainda se obtém certo resultado. PA vtd sujAtribuíram se a Pedro todas as culpas. PA suj indeterminado (3° pessoa do plural) Quem atribui, atribui algo a alguém.vtdi oi od suj1° Armadilha: Armadilha que o PA traz é transformar o objeto direto em sujeito.2° Armadilha: É mascarar o erro de concordância verbal. Ex: Ainda se obtêm certoS resultadoS. * O se quando é pronome apassivador (PA), ele se anexa a verbo que é VTD ou VTDIATENÇÃO!!!! Adjunto nominal tem que esta junto ao núcleo e concordando com ele.

Page 11

CUIDADO!!!!!!PRONOME INDETERMINADOR DO SUJEITO - PIS4) - ***Finge que o se não esta na frase.O PIS ( pronome indeterminador do sujeito) se anexa a orações que originalmente NÃO há objeto direto.* (ele) Carecia-se de recursos. PIS vti oi* (ele) Morava-se em uma rua tranquila. PIS V. intrans. lugar* (ele) Era-se feliz. PIS VL ps

Page 12

CUIDADO!!!!!!PRONOMES OBLÍQUOS ÁTONOS - "CAFÚ"5) - Funções sintáticas dos pronomes oblíquos átonos.Pron. obl. áronos é a classe gramatical1° Pessoa ME2° Pessoa TE3° Pessoa SE O A LHE1° Pessoa do plural NOS2° Pessoa do plural VOS3° Pessoa do plural SE OS AS LHESMACETE:O CAFÚ = ODAO CAFÚ = OIDO CAFÚ = ADNNada me detém. / Nada detém o Cafú. > me = objeto diretoNada me causa medo. / Nada causa medo ao Cafú. > me = objeto indiretoNada me abala o espírito. / Nada abala o espírito do Cafú > me= adn* Substitui o ME pelo CAFÚ.Contradições não nos interessa / Contradições não interessa ao Cafú.Tudo lhe fortalecia as convicções. / do CafúEduardo e Monica um dia se encontraram.... / encontraram o CafúATENÇÃO!!!!CAFÚ + VERBO O INFINITIVO = SUJEITOQuando o obl. átono será sujeito? R: Quando aparecer o Cafu e logo depois um verbo no infinitivo.Maria me fez sofrer / Maria fez o Cafú sofrer. (me = suj do verbo sofrer; Maria é suj do verbo fez)Pedro nos deixou sair/ Pedro deixou o Cafú sair. ( Pedro é o suj do verbo deixou; Nos é o suj do verbo sair)OBS: Se há 2 verbos a 2 orações.CUIDADO:*Ela começou a chorar > locução verbal ( os verbos tem o mesmo sujeito). Quando é loc verbal o último verbo não muda. Ex: Eles começaram a chorar/ Nós começamos a chorar.

Page 13

6) - TIPOS DE OBJETO:Objeto direto/ Objeto Indireto PLEONÁSTICO (dá ideia de repetição).Muitas das vezes, por uma questão de ênfase, antecipamos o objeto, colocando-o no início da frase, e depois o repetimos através de um pronome oblíquo átono. A esse objeto repetido damos o nome de objeto pleonástico ou enfático. Ele repete, em forma de pronome, o objeto direto ou indireto já expresso na oração ( na mesma oração e não em outra oração).*Aquele livro, ninguém o leu.Aquele livro = odaquele = adnninguém = sujeitoo = od pleonástico (o od pleonástico, repete em forma de pronome o objeto que já foram citados em forma de nome)leu = vtd* A mim, tu me negas teu amor. (quem nega, nega algo a alguém)a mim = oiTu = sujnegas = vtditeu amor= od (teu= adn)me = oi pleonástico* A ti, peço-te perdão.A Ti = oipeço= vtdite= oiperdão= odMuitas vezes, o objeto pleonástico está repetindo a forma tônica do pronome oblíquo:A mim, ninguém me engana.A mim = od (tônico)me = od pleonastico (átono).

Page 14

6) - TIPOS DE OBJETO:OBJETO DIRETO PREPOSICIONADO (é usado para dar clareza na frase) DUPLO SENTIDO AMBIGUIDADE ANFIBOLAGISMO ( Nossa banca usa esse termo) a) Para que se evite ambiguidade:* O tigre o leão afugentou. > Há uma ambiguidade na frase, não dá para saber quem é que é o sujeito, já que o sujeito não pode ter preposição.O tigre Ao leão afungentou. > agora já dá para saber quem é o sujeito. O tigre = sujAo leão = od preposicionadoafungentou = vtdb) Para que se dê ao objeto direto um caráter partitivo:...comer do pãovtd od prep.* Quando vc preposiciona o objeto direto para dar caráter de parte. Ex: Eu já comi as balas ( comer tudo)/ Eu já comi das balas ( comi só uma parte, ainda tem bala). O od preposicionado é para dar caráter de parte as coisas. O menino tomou da sopa e detestou.c) Em palavras de cunho religioso:...amar a Deus vtd od prep......louvar a DeusVocê preposiciona palavras sacro religiosas.d) Com pronomes oblíquos tônicos:Sempre amarei a ti.e) Com pronomes indefinidos e numerais:A mulher que a dois ama a ambos engana.....amar a dois homens (od prepos. - Se vem na forma de numeral é normal preposicionar)f) Quando for o pronome relativo quem com antecedente explícito:Era a mulher a quem ele amava.a quem= od prepamava= vtd... amar a todos ( od prepos - Se vem na forma de pronome indefinido, é normal preposicionar)Os pronomes oblíquos átonos LHE e LHES substituem, na maioria dos casos, os objetos indiretos de 3° pessoas regidos pela preposição A.O homem a seu chefe: O homem lhe obedecia.Como o OD, o OI também pode ser empregado de forma pleonástica:Aos justos, a vida lhes oferece abrigo.aos justos = oia vida = sujlhes = oi pleonásticooferece = vtdiabrigo = od

Page 15

6) - TIPOS DE OBJETO:OBJETO DIRETO INTERNO OU COGNATOCognato = palavras da mesma famíliaEx:casa, caseiro, casarãopedra, pedreiro, pedrebulhoO cãozinho morreu.suj v intO cãozinho morreu uma morte heróica.suj vtd odMorrreu e morte, são termos cognatos, por isso é um objeto direto interno cognato. É aquele que cujo o núcleo é cognato do próprio verbo.obs: não é pleonastico, porque nem toda a morte é heróica. Vai ser sempre essa repetição do verbo com o núcleo do objeto, sempre sendo da mesma família. Pode ser também uma conexão obvia sem ter cognatos. Ex:Chorar lágrimas.Ex:Maria vivia uma vida feliz.Pedro sorria um sorriso triste.Ele caminhava caminhos tortuosos.Ele sonhou um sonho estranho.

Page 16

PREDICATIVO     DO SUJEITO: Característica atribuída ao sujeito no predicado. DO OBJETO: Característica atribuída ao objeto (direto ou indireto) uma característica através de verbo transobjetivo. Principais verbos transobjetivos:         Tornar Deixar Manter Fazer Considerar Julgar Nomear Chamar Querer Tomar Ter Encontrar Ex:A terra era sem forma e vazia. adn/suj/vl/ps/ps         As qualidades que são atribuídas ao sujeito fora do sujeito, serão chamadas de predicativo do sujeito.     Sempre quando tiver um e, ele intermedeia 2 funções sintáticas iguais. Só existe verbo de ligação com predicativo, porém eu posso ter predicativo sem verbo de ligação. Sempre que aparece o verbo de ligação o predicativo é nominal. 1- Ana observava a rua deserta. Ana = suj observava= vtd rua = núcleo do od deserta = adn2 - A chuva tornava a rua deserta. a chuva = suj tornava= vtd rua= núcleo do od deserta = predicativo do objeto (po)DICA: Transformar o objeto direto em pronome.1- Ana a observava (a qualidade deserta sumiu)2- A chuva a tornava deserta ( o deserta não some)     Se a qualidade sumir ele é adjunto adn, se a qualidade ficar, ela é predicativo do objeto. Ex: Ninguém leu aquele livro detestável. > Ninguém o leu suj/ vtd/ od/ adn Todos acharam aquele livro detestável. > Todos o acharam detestável. PO (od)         VERBO TRANSIOBJETO > é aquele que tem o objeto mais o predicativo do objeto (PO). Os livros tornam os homens sábios. > Os livros os tornam sábios. PO (od) Deixaram Maria aborrecida. > Deixaram-na aborrecida* O, A, OS, AS após M vira NO, NA, NOS, NAS. Tornaram Pedro por ladrão. > Tornaram-no por ladrão. PO (od) Eu gosto de você arrumado. > Eu o gosto arrunado. PO (oi)         O predicativo do objeto sempre qualifica o objeto e se separa do objeto. Isso se pode confirmar quando você consegue transformar o objeto em pronome e a qualidade ainda continua ali. 1) A prova tentando complicar, tentando confundir, coloca o predicativo já atribuído ao objeto em forma de pronome:Ninguém a acha bonita. > Ninguém acha Maria bonita Ninguém = suj a= od acha= vtd bonita= po                                  

Page 17

PREDICATIVO DO SUJEITO X ADJUNTO ADNOMINAL*A terra era sem forma e vaziaA terra = suj ( a= adn)sem forma = psvazia = ps* Vagaram por sua mente alguns pensamentos assustadores.alguns pensamentos assustadores = sujeito ( alguns = adn; assustadores= adn)* Aquela mulher linda chegou a festa.Aquela mulher linda = sujeito ( aquela= adn; linda= adn)* Aquela mulher chegou linda a festa. Aquela mulher = sujeito ( aquela = adn)chegou linda a festa = predicativo do sujeito

Page 18

TIPOS DE PREDICADO     P. NOMINAL: VL + PS P. VERBAL: VI, VTD, VTI, VTDI (SEM PREDICATIVO) P. VERBO NOMINAL: VI, VTD, VTI, VTDI + PS ou PO Simplificando a tabela: pn = vl ( se houver vl é p. nominal) pv = sem predicativo pvn= po ( se houver po é pvn)Ex: Tuas palavras são sapientíssimas. PN Tuas palavras = suj sapientíssimas= ps (muito sábio) são= vl Ocorreram incidentes desagradáveis. PV Ocorreram= vi Incidentes desagradáveis= suj *Não tem nenhum predicativo, então o predicado é verbal. O concorrente iria errar pq ia achar que desagradáveis seria um predicativo, porém não é, o desagradáveis é um adjunto adnominal. O sol surgiu furioso. PVNO sol = suj surgiu= vifurioso= ps