Digestão

rosana soares
Mind Map by rosana soares, updated more than 1 year ago
rosana soares
Created by rosana soares almost 4 years ago
15
1

Description

Anatomia (digestão) Mind Map on Digestão, created by rosana soares on 09/25/2016.

Resource summary

Digestão
1 BOCA ph7

Annotations:

  •   -Assoalho da boca (inferior). -Bochechas (anterior) . -Lábios (anterior).  
1.1 Dentes
1.1.1 8 incisivos, 4 caninos, 8 pré-molares e 12 molares
1.2 Palato duro

Annotations:

  • Palato duro(osso) mastigação(pressão)
1.2.1 Palato Mole

Annotations:

  • Palato mole(muscular), Abre(deglutição) e fecha (respiração)
1.3 ISTMO DAS FAUCES

Annotations:

  •  Comunica a cavidade bucal com orofaringe que são, superiormente, a úvula, inferiormente, o dorso da língua e lateralmente, os arcos.   
1.3.1 úvula, dorso da língua e os arcos palatoglossos
1.4 Língua
1.4.1 Movimentos mecânicos

Annotations:

  • O não envolvimento de reações químicas, tornando o processo meramente físico.
1.4.1.1 Mastigação
1.4.1.2 Deglutição
1.4.2 Paladar

Annotations:

  • Sabor a partir das papilas Gustativas. Fungiformes FiliformesCircunvaladas
1.4.3 Temperatura

Annotations:

  • Perceber temperatura (lesão térmica da faringe, esôfago altera a estrutura do tecido podendo causar câncer). EPIGENÉTICA
1.4.4 Úvula

Annotations:

  • úvula (prega muscular) auxilia no fechamento do palato mole.     
1.5 FARINGE
1.5.1 Nasofaringe

Annotations:

  • (nariz)
1.5.2 Laringofaringe

Annotations:

  • (entre laringe e faringe)
1.5.3 Orofaringe

Annotations:

  • (boca)
1.5.4 Epiglote

Annotations:

  • Durante a deglutição, a epiglote abaixa-se como uma tampa, para que o alimento não penetre na laringe (via respiratória).
1.5.5 ESÔFAGO

Annotations:

  •   -Cervical -Torácica  -Abdominal  -Tem musculatura lisa (tubo digestório). Trata-se de um canal muscular de contração involuntária que impulsiona o alimento até o estômago. 
1.5.5.1 Movimento peristáltico

Annotations:

  • São movimentos involuntários rítmicos que ocorrem graças a comandos do nosso sistema nervoso autônomo. Essa porção do sistema nervoso é responsável por comandar as ações internas do nosso corpo, tais como o ritmo cardíaco e a secreção de algumas glândulas, além, é claro, do controle da musculatura lisa.   
1.5.5.2 ESTÔMAGO PH 2

Annotations:

  • -Parede enrugada permitindo o enchimento do estomago e também possuí uma camada de muco para proteção contra acidez.  -Tem de armazenamento de até 1,5 litros.   -Mistura o restante dos alimentos com acido clorídrico (HCL) e a enzima pepsina transformando  em uma pasta líquida chamada de QUIMO.      
1.5.5.2.1 HCL

Annotations:

  • acido clorídrico 
1.5.5.2.2 Suco Digestivo: GÁSTRICO

Annotations:

  • A chegada do alimento ao estômago estimula a liberação do hormônio GASTRINA, que acarreta a produção do Suco Gástrico
1.5.5.2.2.1 ENZIMA PEPSINA

Annotations:

  •   A pepsina é uma enzima digestiva que é produzida pelas paredes do estômago, sendo secretada pelo suco gástrico, e tem como função desdobrar as proteínas em péptidos mais simples (aminoácidos). Ela só reage em meio ácido. Por isso, o estômago também produz ácido clorídrico (HCl).   
1.5.5.2.2.1.1 QUIMO 1-2 PH

Annotations:

  •   Mistura o restante dos alimentos com acido clorídrico (HCL) e a enzima pepsina transformando  em uma pasta líquida chamada de QUIMO.   
1.5.5.2.3 INTESTINO DELGADO

Annotations:

  • Depois que os alimentos são transformados em nutrientes, eles são absorvidos pelos vasos sanguineos no INTESTINO DELGADO
1.5.5.2.3.1 FÍGADO

Annotations:

  • O fígado é um órgão que atua como glândula exócrina (liberando secreções) e glândula endócrina (liberando substâncias no sangue e sistema linfático). Ele é a maior glândula do corpo humano. É o órgão que possui mais enzimas. (Transaminases)
1.5.5.2.3.1.1 FUNÇOES
1.5.5.2.3.1.1.1 Produz SUCO BILIAR

Annotations:

  • Não possui enzimas, mas combate a acidez e colabora na formação do quilo e é composta de água, sais minerais e lipídios. 
1.5.5.2.3.1.1.1.1 Vesícula biliar

Annotations:

  • A vesícula biliar armazena bile, que é lançada apenas quando o alimento que contém lipídeos (gordura) entra no trato digestivo. A bile emulsifica gorduras e neutraliza ácidos na comida parcialmente digerida.
1.5.5.2.3.1.1.1.1.1 Emulsifica gorduras

Annotations:

  • Mistura substâncias oleosas com outras não oleosas. 
1.5.5.2.3.1.1.1.1.2 Ductos

Annotations:

  • É conectada ao fígado e ao duodeno através do trato biliar. O ducto cístico sai da vesícula biliar e se une ao ducto hepático comum para formar o ducto colédoco (ducto biliar comum). O ducto colédoco então se une ao ducto pancreático e entra no duodeno através da Ampola hepatopancreática (de Vater) na papila maior do duodeno (de Vater).
1.5.5.2.3.1.1.1.1.2.1 DUCTO HEPÁTICO D
1.5.5.2.3.1.1.1.1.2.2 DUCTO HEPÁTICO E
1.5.5.2.3.1.1.1.1.2.3 DUCTO HEPÁTICO COMUM
1.5.5.2.3.1.1.1.1.2.4 DUCTO CÍSTICO
1.5.5.2.3.1.1.1.1.2.5 DUCTO COLÉDOCO
1.5.5.2.3.1.1.2 Desintoxicação do organismo

Annotations:

  • Destoxificação de muitas drogas Purificação e destoxificação de várias toxinas
1.5.5.2.3.1.1.2.1 Produz LINFA

Annotations:

  • é um líquido transparente e alcalino semelhante ao sangue, que circula pelos vasos linfáticos, todavia não possui hemácias e, por isso, apresenta um aspecto esbranquiçado e leitoso. Responsável pela eliminação das impurezas.
1.5.5.2.3.1.1.2.1.1 Circula pelos vasos linfáticos
1.5.5.2.3.1.1.3 glicogênio em glicose enviando para o sangue

Annotations:

  • Armazenar o glicogênio e transformá-lo em glicose, enviando para o sangue novamente quando necessário;
1.5.5.2.3.1.1.4 ENERGIA

Annotations:

  • Além disso o fígado transforma a gordura da alimentação e a gordura acumulada como fonte de energia, quando necessário.
1.5.5.2.3.1.1.5 Destruição das hemácias velhas ou anormais
1.5.5.2.3.1.1.6 Síntese de proteínas e vitaminas

Annotations:

  •  Síntese proteica: O fígado sintetiza quase todas as proteínas  mais importantes entre as quais a albumina(equilíbrio osmótico). Armazenamento das vitaminas A, B12, D, E e K;
1.5.5.2.3.1.2 Irrigação e drenagem de nutrientes

Annotations:

  • SISTEMA PORTA HEPÁTICO   Praticamente todo o sangue que passa pelo tubo digestivo, desde a parte final do esôfago até o ânus, recebe os produtos da digestão e absorção dos alimentos. Esses produtos não podem ser distribuídos diretamente aos outros órgãos, pois muitos são tóxicos ou precisam ser transformados antes de entrarem na circulação. Esse sangue rico em nutrientes e toxinas corre por veias que vão se unindo até chegar na veia porta hepática, que é a principal fonte de sangue do fígado (há ainda a artéria hepática, que é necessária para trazer mais oxigênio ao órgão).
1.5.5.2.3.2 PANCRÊAS

Annotations:

  • Produz enzimas digestivas e os hormônios INSULINA E GLAUCAGON
1.5.5.2.3.2.1 Suco digestivo: PANCREÁTICO

Annotations:

  •   O duodeno produz um hormônio chamado de secretina que avisará o pâncreas para produzir o suco pancreático (feito de bicarbonato de sódio).   
1.5.5.2.3.2.1.1 Limpar PH DO QUIMO

Annotations:

  •    O suco pancreático vai servir para limpar o ph do quimo que passará de 1-2 a 8-8,5(alcalino).   
1.5.5.2.3.2.1.2 ENZIMA AMILASE PANCREÁTICA
1.5.5.2.3.2.1.2.1 Degrada carboidratos(amido) em em açucares menores
1.5.5.2.3.2.1.2.1.1 Maltose>maltotriose>dextrina.
1.5.5.2.3.2.1.3 ENZIMA LIPASE

Annotations:

  •    - O suco pancreático também contem a enzima lipase que degrada lipídios(gordura) transformada em ácidos graxos e glicerol facilitando a absorção.   
1.5.5.2.3.2.1.3.1 Degrada lipídios
1.5.5.2.3.2.1.3.1.1 Ácidos Graxos e Gricerol
1.5.5.2.3.2.1.4 ENZIMA TRÍPSINA
1.5.5.2.3.2.1.4.1 Proteínas e peptonas
1.5.5.2.3.2.1.4.1.1 Oligopeptídeos
1.5.5.2.3.3 Duodeno PH 7 E 7,5

Annotations:

  • Duodeno é em forma de C : 30 primeiros centímetros tendo a maior parte da absorção de todos os nutrientes -não aguenta acidez sendo alcalino.
1.5.5.2.3.3.1 QUILO

Annotations:

  • Já tendo recebido a bili (produzida pelo fígado), o suco pancreático (produzido pelo pâncreas) e o suco entérico (produzido pelas pelo intestino), o quimo se transforma em QUILO! 
1.5.5.2.3.3.2 Suco entérico
1.5.5.2.3.3.2.1 ENZIMA LACTASE
1.5.5.2.3.3.2.1.1 Lactose
1.5.5.2.3.3.2.1.1.1 Glicose e Galactose
1.5.5.2.3.3.2.2 ENZIMA SACARASE
1.5.5.2.3.3.2.2.1 Glicose e Frutose
1.5.5.2.3.3.2.3 ENZIMA PEPTIDASE
1.5.5.2.3.3.2.3.1 fragmentos de proteinas
1.5.5.2.3.3.2.3.1.1 aminoácidos
1.5.5.2.3.3.3 Jejuno

Annotations:

  • Jejuno tem um diâmetro maior do que o íleo (3cm de jejuno, íleo 2cm). Tem mais dobras circulares, mais finos e mais vilosidades, enquanto o íleo é menor.  microvilosidades no intestino delgado, têm a função de aumentar a absorção dos nutrientes após a digestão.  
1.5.5.2.3.3.3.1 Ileo

Annotations:

  • Em contraste, no íleo folículos linfóides(placas de Peyer) e as arcadas vasculares como a irrigação é maior do que no jejuno. Suas paredes são mais finas e menos vascularizada.   
1.5.5.2.3.3.3.1.1 INTESTINO GROSSO

Annotations:

  • Absorver água e armazenar as fezes. Contém bactérias que ajudam a digerir qualquer resto de comida
1.5.5.2.3.3.3.1.1.1 Absorção de água para o organismo.
1.5.5.2.3.3.3.1.1.1.1 Forma-se o bolo fecal
1.5.5.2.3.3.3.1.1.2 Formado por :
1.5.5.2.3.3.3.1.1.2.1 Ceco

Annotations:

  • ceco se liga ao íleo e ao intestino grosso (valva íleo cecal)
1.5.5.2.3.3.3.1.1.2.2 Cólon
1.5.5.2.3.3.3.1.1.2.2.1 Cólon ascendente

Annotations:

  • Localizado após o intestino delgado, do lado direito inferior do abdome e sobe até o fígado.
1.5.5.2.3.3.3.1.1.2.2.2 Cólon transverso

Annotations:

  • Segue do fígado em direção ao baço e leva esse nome, pois atravessa o abdome do lado direito para o esquerdo.   
1.5.5.2.3.3.3.1.1.2.2.3 Cólon descendente

Annotations:

  • Segmento do cólon que desce pelo lado esquerdo, levando o bolo alimentar para baixo.
1.5.5.2.3.3.3.1.1.2.2.4 Cólon sigmóide

Annotations:

  • Após o descendente, o cólon torna-se solto, móvel com o formato de um “S” e liga-se ao reto.
1.5.5.2.3.3.3.1.1.2.3 reto
1.5.5.2.3.3.3.1.1.3 ÂNUS
1.5.5.2.3.3.3.1.1.3.1 Resto metabólico eliminado pelo Ânus
1.5.5.2.3.3.3.1.1.3.2 ESFINCTER ANAL
1.5.5.2.4 ESFINCTER CARDIA E PILORO

Annotations:

  • ESFINCTER CARDIA NÃO EXISTE.  Esfíncteres são anéis presentes no estômago que controlam a entrada e saída de matéria.
1.5.5.3 Desativação da amilase salivar

Annotations:

  •   -Desativação da amilase salivar (neutralizada), pois ela não funciona em meio ácido. -Ativação da enzima pepsina: degradação das proteínas.   
1.6 BOLO ALIMENTAR
1.7 Suco digestivo: SALIVA
1.7.1 Glândulas SALIVARES

Annotations:

  •    Proteína chamada Mucina confere a viscosidade da saliva: consiste na sua capacidade de formar géis; por isso eles são um componente-chave para a maioria das secreções semelhantes ao gel, servindo funções de lubrificação.     
1.7.1.1 GLL Parótidas

Annotations:

  • É a maior das três glândulas salivares pares. Localiza-se entre o ramo da mandíbula e o processo estiloide do osso temporal.(ORELHA/MACÉTERO)
1.7.1.2 GLL Submandibulares

Annotations:

  • Localizadas no soalho da boca, sob a raiz da língua.   
1.7.1.3 GLL Sublinguais

Annotations:

  • Localizada na região anterior ás glândulas submandibulares, entre a mucosa e o músculo. 
1.7.1.4 AMILASE SALIVAR OU PTIALINA
1.7.1.4.1 Degradação de carboidratos (AMIDO).

Annotations:

  • Produtos da digestão MALTASE E GLICOSE
1.7.2 Movimentos quimicos

Annotations:

  • Participação de enzimas que rompem ligações químicas. 
Show full summary Hide full summary

Similar

Anatomia: sistema esquelético I
Natália Abitbol
Anatomia Artérias
Filipe Brito
ANATOMIA
flavio.paulo
Anatomia membro inferior - Ossos, acidentes e movimentos
vitorstoco
51-100 - Anatomia 2015
fergvz
Anatomia e Fisiologia do Aparelho Urinário Humano
Ana Inês Kruecck Quintas
Anatomia e Fisiologia do Sistema Reprodutor Feminino
Ana Inês Kruecck Quintas
ANATOMOFISIOLOGIA - SISTEMA NERVOSO CENTRAL
Keyla Lima
Sistema Reprodutor Masculino
Ana Inês Kruecck Quintas
Patologias dos rins
Celi cs
Digestão Intracelular e Extracelular
marta_teque_1997