Anestésicos Injetáveis

Description

Anestésicos Injetáveis - Alhena Karen Leal, Istéfany Teixeira - 5NMB
Alhena Karen Leal
Mind Map by Alhena Karen Leal, updated more than 1 year ago
Alhena Karen Leal
Created by Alhena Karen Leal over 4 years ago
89
1

Resource summary

Anestésicos Injetáveis

Annotations:

  • Tipicamente os anestésicos injetáveis são usados para induzir a anestesia antes da manutenção com um agente inalatório. Em geral. os anestésicos injetáveis fornecem uma indução rápida e calma com uma transição suave para a anestesia inalatória
  1. Barbitúricos

    Annotations:

    • A principal ação dos barbitúricos é deprimir o SNC. As propriedade sedativas e anestésicas dos barbitúricos são o resultado de sua interação com o complexo receptor GABA
    1. Fenobarbital Sódico - Pentobarbital Sódico - Tiopental Sódico
      1. Farmacocinética
        1. São altamente solúveis nos lipídios, sendo rapidamente captados por todos os tecidos. A biotransformação ocorre no figado e tambem no cérebro e no rim

          Annotations:

          • No cão, somente 5% da dose total dos barbitúricos são biotransformados por hora
        2. Farmacodinâmica
          1. A principal ação dos barbitúricos é deprimir o SNC, tanto aumentam quanto mimetizam a ação do neurotransmissor (GABA), ativando os canais de Cl-, Isso resulta na hiperpolarização da membrana e excitabilidade neuronal reduzida
      2. Alqui-Fenóis
        1. Propofol
          1. Farmacocinética
            1. Podendo ser liberado por infusão IV é extensamente captada pelo SNC em seguida, é rapidamente redistribuída do cérebro para outros tecidos e removida do plasma pelo metabolismo

              Annotations:

              • A depuração corpórea total do propofol é rápida e excede o fluxo sanguíneo hepático Sugerindo metabolismo extra-hepático
            2. Farmacodinâmica
              1. O propofol induz a depressão do SNC, por aumentar os efeitos do GABA, um neurotransmissor inibitório O local de ação é diferente daquele dos benzodiazepínicos
            3. Etomidato
              1. Farmacocinética
                1. Redistribuição a partir do cérebro para outros tecidos tendo uma redistribuição e eliminação rápida. Sofre hidrólise hepática excretados principalmente pelo rins e bile
                2. Farmacosinâmica
                  1. Seu mecanismo de ação completo ainda não foi completamente elucidado Sabe-se que também pode modular a neurotransmissão GABAérgica, interferindo no receptor GABAA, ele potencializa os efeito do GABA neste receptor, prolongando o tempo de abertura do canal de Cl-
              2. Agentes Dissociativos
                1. Cloridrato de Cetamina

                  Annotations:

                  • Sua ausência de depressão cardiorrespiratória não é igualada por qualquer outro anestésico geral atualmente disponível
                  1. Farmacocinética
                    1. Pode ser administrado pela via IV e IM, Distribui-se rapidamente por todos os tecidos corpóreos, primariamente o tecido adiposo, o fígado, o pulmão e o cérebro. Sua biotransformação ocorre no fígado
                    2. Farmacodinâmica
                      1. A cetamina parece exercer a maioria das suas ações no SNC via efeito antagonista nos receptores N-metil-D-aspartato (NMDA) sugere se que ela pode exercer efeito em outros receptores do glutamato
                  Show full summary Hide full summary

                  Similar

                  Anti-inflamatórios
                  Alhena Karen Leal
                  Anestésicos Inalatórios
                  Alhena Karen Leal
                  Drogas Que Atuam no Sistema Digestório
                  Alhena Karen Leal
                  Farmacologia do Aparelho Renal
                  Alhena Karen Leal
                  Tranquilizantes e Agonistasα2-adrenérgicos
                  Alhena Karen Leal
                  Medicamentos Que Atuam no Sistema Cardiovascular
                  Alhena Karen Leal
                  Agentes Antimicrobianos
                  Alhena Karen Leal
                  Antiparasitários
                  Alhena Karen Leal
                  Sistema Respiratório
                  bedamorim
                  Tecido Epitelial
                  bedamorim
                  Antibióticos
                  Drive Med