Farmacologia do Aparelho Renal

Description

Farmacologia do Aparelho Renal - Alhena Karen Leal, Istéfany Teixeira - 5NMB
Alhena Karen Leal
Mind Map by Alhena Karen Leal, updated more than 1 year ago
Alhena Karen Leal
Created by Alhena Karen Leal over 4 years ago
64
2

Resource summary

Farmacologia do Aparelho Renal
  1. DIURÉTICOS DE ALÇA
    1. Furosemida
      1. Farmacocinética
        1. Liga-se às proteínas plasmáticas, sendo apenas uma pequena fração metabolizada e a outra secretada através das células dos túbulos contornados proximais, assim alcançando o sítio de ação É eliminada através da urina (65%) e das fezes (35%)
        2. Farmacodinâmica
          1. Inibe o cotransportador Na+/K+/2Cl na alça ascendente de Henle em sua porção espessa diminui a absorção de sódio, cloreto e potássio do túbulo. Subsequentemente, esses íons são retidos no túbulo renal chegando ao néfron distal. A urina diluída é produzida, pois a água é retida no túbulo quando alcança o túbulo distal devido a presença destes íons
      2. INIBIDORES DA ANIDRASE CARBÔNICA
        1. Acetazolamida - Diclorfenamida - Metozolamida
          1. Farmacocinética
            1. É rapidamente absorvida pela via oral, atingindo a concentração plasmática em 2 h, sendo o efeito máximo observado entre 6 e 8 h, e é completamente eliminada em 12 a 24 h, através do rim, por mecanismos de secreção ativa
            2. Farmacodinâmica
              1. Acetazolamida
                1. Inibidores da anidrase carbônica, provoca diurese por meio da inibição da reabsorção de bicarbonato nos túbulos contornados proximais renais provocam excreção aumentada de bicarbonato, alcalinização da urina e perda de água.
                2. Diclorfenamida
                  1. A diclorfenamida, como outros inibidores de anidrase carbônica, produz diurese pela inibição da reabsorção de bicarbonato nos túbulos renais proximais via inibição enzimática. A ação dos inibidores da anidrase carbônica resulta em perda significativa de bicarbonato, urina alcalina e perda de água.
                  2. Metozolamida
                    1. Provoca diurese por inibição da captação de bicarbonato nos túbulos proximais renais. Isto resulta na perda urinária de bicarbonato e diurese
              2. ANTAGONISTAS DA ALDOSTERONA
                1. Espironolactona
                  1. Farmacocinética
                    1. A absorção de espironolactona é melhor por via oral, sendo eliminado por meio de filtração glomerular e secreção tubular, com variação de 10 a 88 %
                    2. Farmacodinâmica
                      1. Interfere na reabsorção de sódio no túbulo contornado distal renal por competição inibitória com a aldosterona. Liga-se diretamente ao receptor de aldosterona, e em doses normais não bloqueia a ação de outros receptores esteroides É mais adequadamente denominada antagonista da aldosterona do que de diurético pois não produz uma ação diurética significante
                  2. MERCURIAIS
                    1. Em desuso
                      1. Atualmente não há uso de mercuriais na clinica, devido aos seus efeitos colaterais Entre estes está o desenvolvimento de alcalose metabólica hipoclorêmica (pela baixa concentração de cloreto no sangue), Arritmias cardíacas (pela diminuição da concentração de potássio) Insuficiência renal aguda.
                    Show full summary Hide full summary

                    Similar

                    Anti-inflamatórios
                    Alhena Karen Leal
                    Anestésicos Inalatórios
                    Alhena Karen Leal
                    Drogas Que Atuam no Sistema Digestório
                    Alhena Karen Leal
                    Tranquilizantes e Agonistasα2-adrenérgicos
                    Alhena Karen Leal
                    Anestésicos Injetáveis
                    Alhena Karen Leal
                    Medicamentos Que Atuam no Sistema Cardiovascular
                    Alhena Karen Leal
                    Agentes Antimicrobianos
                    Alhena Karen Leal
                    Antiparasitários
                    Alhena Karen Leal
                    Sistema Respiratório
                    bedamorim
                    Tecido Epitelial
                    bedamorim
                    Antibióticos
                    Drive Med